António Costa | encontro com militantes do distrito de Setúbal

António Costa defendeu esta terça-feira, em Setúbal, que as propostas do PS para alteração do Orçamento de Estado “não visam transformar em bom o orçamento que este Governo apresenta, mas visam, desde já, procurar encontrar resposta para alguns dos problemas mais dramáticos com que a crise a que este Governo tem conduzido o País está a atingir milhares de famílias portuguesas e muitos setores de atividade”.

No encontro com militantes do Distrito de Setúbal, o candidato a Secretário-geral do PS, deixou vincado que as propostas do grupo parlamentar socialista incidem em áreas fundamentais como o “combate ao desemprego, apoio ao emprego, combate à pobreza e proteção do direito à habitação”.

antónio costa em setúbal_mesa_1358470302

A proteção aos desempregados é uma prioridade de António Costa, que recordou que o PS já propôs a “prorrogação por mais seis meses do subsídio social de desemprego”, de forma a “garantir a todo um mínimo de dignidade a todos os desempregados”. Continuar a ler

Anúncios

Inovação | as cidades do futuro

Descubra a cidade do futuro. Com todas as comodidades e estruturas desejadas e necessárias. Auto-suficiente e em total harmonia com o meio ambiente. É este o sonho de Jacque Fresco e o seu Projecto Vénus. Excerto de “Future by Design” de William Gazecki.

AML | Plano de Ação e Orçamento da Área Metropolitana de Lisboa propõe reforço do apoio à Cultura

A Área Metropolitana de Lisboa propõe-se realizar em 2015, no âmbito das suas atribuições na área da Cultura, algumas ações com o objetivo de diversificar a sua atividade, reforçando o apoio à produção cultural bem como à edição de teses científicas.

Das ações propostas destaca-se o lançamento de um “Prémio Metrópoles Artes Plásticas, a atribuir anualmente a obras concorrentes nas diversas disciplinas das artes plásticas.

aml1

Também as “Quartas-Feiras Culturais” serão eventos a promover mensalmente, nas áreas da cultura, desporto e temas da atualidade metropolitana – música e dança, exposições, debates, palestras, etc. Continuar a ler

Montijo | vereadores do PS – Informação prestada (pelo PSD) aos órgãos de comunicação social não corresponde à realidade

Declaração Política proferida na reunião de câmara de dia 12 de novembro

Exmo. Senhor Presidente da Câmara Municipal,

Exmas. Senhoras Vereadoras,

Exmos. Senhores Vereadores,

Permita-me, Senhor Presidente, que use da palavra para que possa verbalizar um desabafo que por imperativo de consciência não posso deixar de proferir.

Decorrente das recentes notícias trazidas a público pelo PSD, relacionadas com o que se passou na reunião de Câmara em que foi discutido e votado o orçamento para 2015, registo, que a informação prestada aos órgãos de comunicação social não corresponde à realidade.

vereadorespsmontijo

Todos nós sabemos que ficou acordado entre o Presidente e todos os vereadores que a ordem de trabalhos, seria colocada na plataforma eletrónica, na Sexta-Feira antes da reunião da 4ª Feira seguinte, o que tem sido cumprido, verificando um prazo mais alargado do que o legalmente previsto para o efeito. Os vereadores do PSD e da CDU podem confirmar. Com que intenção a informação do PSD para a imprensa dizia que os vereadores do PS só recebiam a documentação no próprio dia da reunião e que por isso o Presidente punha em causa o funcionamento do órgão? Continuar a ler

Montijo | reabilitação urbana – comunicado da CDU

A CDU viu rejeitada, na passada quarta-feira, a segunda proposta que a sua Vereação apresentou no presente mandato, para discussão e aprovação na Câmara.

A primeira como sabeis, tinha a ver com o Movimento Associativo e Popular que desenvolve a sua atividade na Cultura, Lazer e Recreio. Os objetivos da Proposta eram claros: os Contratos-Programa obrigatórios por lei para o Desporto, deveriam estender-se, por iniciativa da Câmara, à Cultura, Lazer e Recreio, apoiados por um Programa de Apoio ao Associativismo que indicasse claramente quais os critérios e que demonstrasse todas as verbas envolvidas, permitindo às Associações comparar os vários apoios e saber, pelo tempo do mandato das autarquias (4 anos), quanto receberiam por ano civil se cumprissem o Contrato-Programa com o Município.

CDUlogo-1728x800_c

A Gestão PS/Câmara chumbou a Proposta sem hesitação; a oposição de “faz-de-conta” do PSD, dizendo estar de acordo com a ideia, absteve-se para que a iniciativa não fosse aprovada.    Continuar a ler