Lisboa | zona de emissões reduzidas – só circulam veículos menos poluentes

A terceira fase da Zona de Emissões Reduzidas (ZER) em Lisboa, entra em vigor dia 15 de janeiro de 2015, para os veículos ligeiros e pesados.

Nesta nova fase, serão também considerados os táxis, até agora excluídos do cumprimento da norma. A partir de 1 de julho de 2015, os táxis ligeiros apenas poderão circular nas Zonas 1 e 2 desde que respeitem a norma de emissões Euro 1, ou tenham emissões consideradas similares.

lisboazer

Apesar dos resultados já atingidos, na Zona 1 entre 2011 e 2012, serem globalmente positivos para o ambiente – redução de emissões poluentes em 20% no caso das partículas (PM10), e 8% no caso do dióxido de azoto (NO2) -, os valores agora conhecidos, divulgados no estudo da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa, ainda excedem os limites máximos estabelecidos pela União Europeia. O tráfego automóvel “continua a ser a principal causa da degradação da qualidade do ar” em Lisboa. Continuar a ler

Anúncios

Humor | para quê complicar? por Henrique Monteiro

henriquemonteiro16

Cidades | sensores de volume de resíduos

Chama-se “Just in Time”, está a ser desenvolvido pela NEC Corporation e a ASCAN e é a resposta para uma recolha mais inteligente de resíduos na cidade espanhola de Santander. A solução utiliza sensores que assimilam, em tempo real, dados sobre os níveis de enchimento dos contentores de resíduos e de reciclagem, acabando com deslocações desnecessárias das equipas de limpeza, que passam a gerir melhor os períodos e rotas de recolha.

santander

O modus operandi é simples: os sensores registam o volume de resíduos nos contentores, enviando esta informação para um centro de controlo – através de colectores de dados, de repetidores e da rede móvel. Como complemento, a equipa de serviços de limpeza urbana dispõe de uma app móvel – “Cuida Santander” – para reportar as situações que se prendem com descargas ilegais. Continuar a ler

Ligação Barreiro – Montijo deve ser pela BA6 defendeu Bruno Vitorino, deputado do PSD

Fonte Rostos

No recente debate sobre a localização do Terminal de Contentores no Barreiro, promovido pelo Movimento «Dar futuro ao Barreiro», que apoiou a candidatura autárquica social democrata, nas últimas eleições, Bruno Vitorino, que lidera este movimento a propósito de recentes noticias divulgadas sobre a ligação Barreiro Montijo, discordou que essa ligação seja efectuda por túnel.

ligacaobarreiromontijo

Recorde-se que a opção de ligação Barreiro-Montijo através de um túnel foi defendida por Nuno Canta, presidente da Câmara Municipal de Montijo. Continuar a ler