Seixal | conferência “A integração e convivência com o Islamismo na Europa”

O Partido Socialista do Seixal promove, hoje, pelas 21H00, uma conferência intitulada “A integração e convivência com o Islamismo na Europa”, na Escola Secundária da Amora, Seixal.

islamismonaeuropa

Estarão presentes: Samuel Cruz, Vereador na Câmara Municipal do Seixal; Ana Gomes, Deputada ao Parlamento Europeu; Sheik David Munir, Presidente da Comunidade Islâmica em Portugal, José Manuel Rosendo, Jornalista na Antena1 e Ana Catarina Mendes, Deputada e Presidente da Federação Distrital de Setúbal do Partido Socialista. Continuar a ler

Anúncios

Montijo | assaltos a escolas do concelho

Na reunião pública da Câmara Municipal do Montijo, do dia 21 de janeiro, a vereadora Maria Clara Silva, responsável pelo pelouro da Educação, abordou os recentes assaltos ocorridos em alguns estabelecimentos de ensino do concelho.

maria-clara-silva

Na última semana aconteceram três assaltos em duas escolas básicas do concelho, nomeadamente na Escola Básica da Atalaia, no Jardim de Infância da Atalaia e na Escola Básica Rosa dos Ventos (Afonsoeiro), onde foram furtados vários equipamentos informáticos, bens alimentares e danificadas as instalações escolares. Continuar a ler

Câmara de Lisboa sem interesse em receber espólio doado pela Assembleia Distrital

Fonte: Lusa

Lisboa, 22 jan (Lusa) — A Câmara de Lisboa não está interessada em receber o espólio que a Assembleia Distrital (ADL) lhe atribuiu em outubro, disse hoje à Lusa o secretário-geral do município.

adl

De acordo com Alberto Laplaine Guimarães, “o espólio não tinha interesse para o município”, pelo que foi enviada uma carta para a Assembleia Municipal de Lisboa, com conhecimento para o presidente do executivo e presidente da Assembleia Distrital, a dar conta de que a Câmara “não tinha objeto para receber a universalidade jurídica”.

Por outro lado, segundo o responsável, o Governo decidiu entretanto por despacho que o património predial que a ADL tinha em Lisboa e nos concelhos da Amadora, Loures e Odivelas não era transferível para a entidade que aceitasse receber a universalidade dos bens, serviços, trabalhadores e demais vínculos jurídicos da Assembleia, porque pertence ao Estado. Continuar a ler

A falta de coerência do ministro Pedro Mota Soares por Catarina Marcelino

foto catarina_458546661O dia 13 de Janeiro foi um dia “curioso” na política nacional. De manhã o Ministro Pedro Mota Soares veio anunciar um novo Programa de Estágios para desempregados de longa duração, o Programa REATIVAR; de tarde o mesmo Ministro esteve no Parlamento a responder sobre o despedimento de cerca de 700 trabalhadores e trabalhadoras da Segurança Social, ao final do Dia o Porta-voz do PSD, Marco António Costa, ex-Secretário de Estado deste Ministro, veio para a praça pública alegar que o envio destes trabalhadores para a requalificação se prende com o espírito reformista do Governo e que espera que a experiência da Segurança Social se alargue a todos os outros Ministérios.

Comecemos pelo novo programa de estágios. As políticas ativas de emprego são obviamente positivas, mas este novo Programa REATIVAR responde apenas por 6 meses, o que é manifestamente insuficiente do ponto de vista da integração socio-laboral e cria expectativas às pessoas que o Mais certo é saírem logradas. As regras que conhecemos para que os estágios ao abrigo deste Programa se traduzam em emprego são muito duvidosas. A título de exemplo diz o documento distribuído aos Parceiros Sociais que a entidade empregadora tem que integrar, tendo em conta os estágios concluídos nos 3 anos anteriores à candidatura, 1 em cada 4 estágios. A minha pergunta é, e se a empresa ou instituição não tiverem 4 estágios? E senão integraram ninguém em estágio anteriormente? Continuar a ler