O Parque Tecnológico “aterrou” em Óbidos

Fonte: TSF

Situado nos arredores da vila de Óbidos, o Parque Tecnológico é um foco de inovação, mas também uma atração arquitetónica. O edifício de linhas retas é da autoria do arquiteto Jorge Mealha.

O Parque Tecnológico de Óbidos está particularmente direcionado para as indústrias criativas, que permitem diferenciá-lo dos parques existentes em Portugal. A parceria com as universidades traduz-se no desenvolvimento de projetos de investigação ligados às empresas.

Continuar a ler

Anúncios

Montijo | conferência “A Ética na Política”

A Assembleia Municipal do Montijo promove uma conferência sobre a Ética na Política, a realizar no dia 07 de fevereiro de 2015, pelas 14 horas e 30 minutos, na Sala de Sessões – Galeria Municipal, situada na Rua Almirante Cândido dos Reis, nº 12 em Montijo.

guilhermeoliveiramartins

PROGRAMA

 14H30 – Receção aos convidados e participantes

14H45 – Abertura pela Presidente da Assembleia Municipal – Maria Amélia Antunes

15H00 – Intervenção do representante do PS – Alcídio Torres

15H20 – Intervenção do representante da CDU – Carlos Almeida

15H40 – Intervenção do representante do PSD – Luís Luizi

16H00 – Intervenção do representante do BE – Cipriano Pisco

16H20 – Intervalo

16H30 – “A Prevenção de Riscos de Corrupção”

Intervenção do Presidente do Tribunal de Contas e do Conselho de Prevenção da Corrupção – Professor Doutor Guilherme de Oliveira Martins.

17H00 – Debate

17H45 – Encerramento

É preciso “uma verdadeira política” para “smart cities”

Sem dúvida, uma estratégia que torna as cidades mais inteligentes e a vida das pessoas com mais qualidade. Mais um caminho, não?!

Fonte: Computerworl

Há várias manifestações de interesse de municípios para integrarem a Rede Portuguesa de Cidades Inteligentes (RENER), revela Catarina Selada, directora da unidade de cidades da Inteli, entidade gestora da rede. Apesar disso, a responsável não prevê que o grupo ultrapasse as 60 edilidades.

Existem razões de eficácia para o controlo de adesões e o facto de a rede constituir uma iniciativa de teste e produção de conhecimento para ser partilhada. Em entrevista, a responsável faz um balanço do trabalho na RENER e fala de novos projectos. Reconhece que as cidades inteligentes “ainda não despertaram para o tema” da análise de dados e diz faltar uma política de cidades em Portugal.

Catarina-Selada_directora-da-Inteli_red

Computerworld ‒ Qual foi a evolução das “smart cities” em Portugal, desde 2013?

Catarina Selada ‒ Na rede das cidades inteligentes fizeram-se diversos avanços no sentido de operacionalizar actividades e projectos. Passámos primeiro de uma rede de mobilidade eléctrica para uma rede de cidades inteligentes e, por isso, estamos a trabalhar em muitas mais áreas – eficiência energética mas também clima e governo e inovação, cultura e criatividade.

Depois, aumentámos o número de municípios envolvidos, para os 43 que actualmente integram a rede, e já recebi mais manifestações de interesse de municípios para entrar na rede. E actualmente temos uma liderança política. Continuar a ler

Foto manipulações por Chen Man

Chen Man é um fotógrafa chinesa, nascida em Pequim. Formou-se pela Central Academy of Fine Arts em 2005.

Mais informação aqui.

click nas imagens

Dados sobre pobreza refletem “drama social” do aumento das desigualdades em resultado da politica do atual governo

Na intervenção de abertura da Comissão Nacional, que teve lugar em Setúbal, o Secretário-geral do PS assinalou que os dados do INE sobre o aumento do risco de pobreza, agora conhecidos, são “reveladores do fracasso da política deste Governo, quer no domínio económico quer social”.

slide_25a_2_b

“A tese que o Governo quis apresentar que neste programa de ajustamento tinha havido justiça social – que aqueles que mais tinham, tinham suportado mais, e aqueles que menos tinham, tinham suportado menos – é uma ideia que é falsa”. “O programa de ajustamento traduziu-se num drama social não só na emigração, no desemprego, mas num aumento significativo da pobreza e das desigualdades”. “Quase 20% da população portuguesa está em risco de pobreza. Só nos anos de 2012 e 2013 tivemos um aumento de 400 mil pessoas. Tínhamos que regressar a 2003, tínhamos que regressar aos governos de Durão Barroso, para encontrarmos o nível de pobreza que Portugal agora atingiu sob a condução deste Governo”, sublinhou António Costa.

O risco de pobreza aumentou sobretudo entre os jovens e as crianças, considerando que isso “significa o risco de reproduzir uma nova geração de pobreza e significa cortar à partida a oportunidade que todos têm que ter de realizar plenamente o seu potencial”. Continuar a ler

AML | agenda cultural e desportiva – fevereiro 2015

A Área Metropolitana de Lisboa, no seu site, disponibiliza uma agenda integrada do que acontece nos 18 municípios da região.

 

click na imagem

amlagendaculturaledesportiva

 

Avião a energia solar vai dar a volta ao mundo

Fonte: Smart Cities

O primeiro voo à volta do mundo com um avião alimentado exclusivamente a energia solar deverá acontecer já entre o final deste mês e o início de Março. Abu Dabi, nos Emirados Árabes Unidos, vai ser o ponto de partida desta viagem histórica, promovida pela Solar Impulse e pela empresa de tecnologias de energia e automação ABB.

solarimpulse

O percurso de 40 mil quilómetros vai incluir escalas em Muscat (Omã), Varanasi e Ahmedabad (Índia), Chongqing e Nanjing (China) e Phoenix (Estados Unidos), além de outras paragens na Europa e no Norte de África. No entanto, durante cinco dias a aeronave vai fazer um voo directo entre a China e o Havai (Estados Unidos), sendo este um dos maiores desafios a que vai ser posta à prova.

As cerca de 17 mil células solares vão permitir que o avião permaneça todos os dias a uma altitude superior à do Monte Evereste, para que possa carregar as suas baterias e ter reservas para voar durante as noites. Continuar a ler