Câmaras já podem alargar horários dos centros de saúde

Fonte: DN

Entrou em vigor  a lei que permite passagem de competências para os municípios na educação, saúde, segurança social e cultura.

camara-municipal

As autarquias já podem definir os horários de funcionamento dos centros de saúde, escolher disciplinas no ensino básico e secundário ou gerir património classificado. Estas são algumas das competências descentralizadas nas áreas da educação, saúde, segurança social e cultura que são consagradas na lei de delegação de competências que entra hoje em vigor.

Mas a lei pode não ser para todos. O governo insiste que a delegação de competências deve ser feita através de contratos interadministrativos entre o Estado e as autarquias e de forma “gradual e faseada”. Primeiro com um número limitado de municípios (“através de projetos-piloto”), para depois, se tudo correr bem, ser alargado.

O projeto-lei garante, no entanto, a “igualdade” e um princípio de “não discriminação dos municípios interessados”. Ou seja: quem quiser experimentar o modelo, não deverá ser excluído.

Nos últimos meses o assunto tem vindo a ser discutido. Mas só ontem, com a publicação em Diário da República, é que foram conhecidas, por exemplo, as principais competências que vão ser transferidas na área da saúde.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s