Os carros em cima dos passeios e a mobilidade dos idosos e dos deficientes por José Bastos

josebastosOs automobilistas que fazem a sua vida na cidade de Montijo, têm que ser cuidadosos e não estacionarem em cima dos passeios. Os passeios estão destinados aos peões e não foram construídos para suportarem o peso dos carros especialmente os veículos de transporte de mercadorias e os jeeps.

 Ao ocuparem o espaço dos peões, os automobilistas estão a degradar os passeios e a obrigarem os peões a irem a ocupar o lugar destinados aos veículos.

Estacionar em cima dos passeios é ilegal e não deve ser feito em caso algum, mas a situação ainda é mais grave quando esta atitude dificulta a mobilidade e pode provocar quedas dos idosos e dos deficientes.

Aqui bem perto da minha casa, na rua Comandante Francisco da Silva Júnior a seguir ao cruzamento da avenida D. João IV e na travessa José Augusto Saloio, os passeios têm sempre carros estacionados e só não têm quando lá passa a polícia, mas “ é sol de pouca dura”. Pouco tempo depois já estão estacionados outros carros. Continuar a ler

Anúncios

Humor | Antiaderente por Henrique Monteiro

18033991_ozzeM

Nuno Canta e Catarina Marcelino visitaram Hospital do Montijo

No dia 16 de Fevereiro, o presidente da Câmara Municipal do Montijo, Nuno Canta, e a deputada Catarina Marcelino visitaram as instalações do Hospital do Montijo, que integra o Centro Hospitalar Barreiro-Montijo. O autarca e a deputada foram acompanhados pela vereadora do pelouro de saúde a ação social, Maria Clara Silva, e pelo presidente da Junta da União das Freguesias Montijo e Afonsoeiro, Fernando Caria.

visitahdmontijo

A visita solicitada por Catarina Marcelino, na sequência de uma pergunta dos Deputados Socialistas eleitos por Setúbal sobre “serviços de saúde no Concelho de Montijo”, teve como objetivo verificar in loco a situação da Urgência Básica que funciona naquele Hospital, confrontada, aliás, com graves dificuldades ao nível dos recursos humanos, e visitar a unidade de cirurgia do ambulatório e a enfermaria de retaguarda existente naquele Hospital. Continuar a ler

Portugal Criada tecnologia que deteta quando idoso cai

Fonte: Lusa

Cerca de 400 pessoas estão a usar e a testar diariamente soluções tecnológicas que visam simplificar a vida dos idosos, no âmbito de um projeto do Health Cluster Portugal (HCP), orçado em 6,8 milhões de euros.

O teste piloto, a decorrer no Grande Porto, Aveiro, Covilhã e Évora, é o resultado do AAL4ALL (‘Ambient Assisted Living’ para todos), que é financiado em 4,8 milhões pelo QREN e que reúne 30 entidades parceiras com o objetivo de desenvolver e implementar tecnologia e serviços que apoiem a população sénior no que diz respeito aos cuidados de saúde e bem-estar.

idosa

“A iniciativa AAL4ALL vem trazer soluções e apontar caminhos de resposta a um dos grandes desafios do nosso tempo: garantir que não perdemos qualidade de vida à medida que vamos envelhecendo. O aumento da população idosa e a necessidade de providenciar meios que respondam à crescente procura de melhores cuidados de saúde e bem-estar estão na base desta iniciativa”, explica o diretor-executivo do Health Cluster Portugal.

Continuar a ler

AML | António Costa eleito presidente do Conselho Metropolitano de Lisboa

Fonte: Lusa

O presidente da Câmara de Lisboa, António Costa, foi hoje eleito presidente do Conselho Metropolitano de Lisboa para este mandato, depois de uma primeira eleição polémica em 2013, que se arrastou em processos e recursos em tribunais.

A eleição decorreu durante a manhã de hoje na reunião ordinária mensal do Conselho Metropolitano.

antoniocosta

A eleição de António Costa foi aprovada por nove votos nominais a favor, oito contra e uma abstenção, vencendo também na relação de votos ponderados (processo no qual o voto de cada presidente de câmara vale o número de votos dos respetivos eleitores).

António Costa (PS) tinha sido eleito, por unanimidade, presidente do Conselho Metropolitano, depois do abandono dos trabalhos por parte dos nove autarcas da CDU, a 04 de novembro de 2013. Continuar a ler

Montijo | PSD acusa Nuno Canta de deixar símbolos da cidade ao abandono

Os autarcas do PSD do Montijo afirmam que a contínua degradação do património histórico e cultural do concelho deve-se à ausência de políticas e de medidas do presidente da Câmara Municipal, Nuno Canta.

PSDMontijo2-1728x800_c

Os social-democratas lamentam que dois dos símbolos da cidade, os moinhos de maré e de vento, estejam em avançado estado de degradação, criticando a “inoperância” da autarquia.

“Não percebemos como é que é possível o presidente da Câmara ver a degradação contínua do património e nada fazer para resolver esse problema”, apontam. Continuar a ler

Setúbal | Deputados do PS questionam Governo sobre construção de vias rodoviárias no distrito

Os deputados do PS eleitos por Setúbal anunciaram esta quarta-feira ter questionado o governo sobre a construção de vias rodoviárias fundamentais para a população que “tardam em ser construídas”.

deputadospssetubal

No requerimento endereçado ao Governo, os deputados socialistas referem que “o distrito de Setúbal tem sido dos mais prejudicados pelo atual Governo”, sublinhando que no distrito há “constantes retrocessos, hesitações e adiamentos de construção de infraestruturas rodoviárias, que se encontram planeadas, algumas já iniciadas, mas que nunca mais são concluídas”.

“Quando é que serão retomadas as obras, que ainda se encontram por concluir, relativas aos lanços do IP8/A26?; Qual será o prazo para conclusão das mesmas?; quando é que se iniciam os trabalhos de reabilitação do troço do IC 1 Alcácer do Sal/Grândola? Qual é o prazo para a execução dessas obras? Está prevista a abertura de novo concurso para a reformulação da ligação ao Lousal – IC 1?”, questionam os deputados. Continuar a ler

Montijo | criação do Conselho Estratégico para o Desenvolvimento Económico Local

O executivo da Câmara Municipal do Montijo aprovou, por unanimidade, na reunião de 18 de fevereiro, a realização de um protocolo com a Associação para a Formação Profissional e Desenvolvimento do Montijo para a criação do Conselho Estratégico para o Desenvolvimento Económico Local (CEDEL).

empresas-consultores-01

O CEDEL pretende unir forças sociais e económicas em torno de um desígnio de desenvolvimento do concelho, numa lógica de intervenção apoiada na cooperação e articulação entre os vários atores sociais, como são exemplo as associações empresariais, as associações sindicais, as instituições públicas que atuam na área local e regional, as instituições particulares de solidariedade social, as universidades e institutos politécnicos. Continuar a ler