Estética urbana por Fin DAC

Fin Dac aperfeiçoou um estilo de pintura que ignora a linguagem visual da tradicional arte urbana – estética urbana.

Mais informação aqui.

Anúncios

FIWARE quer fazer das cidades motores de inovação

Lisboa e Palmela, municípios da Área Metropolitana de Lisboa, parabéns pela iniciativa 🙂

Fonte: Smart Cities

Trinta e uma cidades mundiais, incluindo seis portuguesas, juntaram-se para lançar a Iniciativa Open & Agile Smart Cities (OASC), cujo objectivo é acelerar a adopção de normas, com base em tecnologia FIWARE, no desenvolvimento de aplicações e soluções para smart cities. Desta forma, a iniciativa quer transformar as cidades em motores de crescimento e inovação.

1603fi

Este acordo pretende incentivar as cidades a implementarem a primeira norma aberta API (application programming interfaces) em FIWARE com objectivo de disponibilizar uma forma leve e simples de reunir, publicar e subscrever informação de contexto que descreve o que acontece na cidade a qualquer hora, em tempo real. Por sua vez, as cidades vão também colaborar com a definição de uma norma comum para modelos de dados abertos baseados nos resultados da experimentação e na sua utilização real. Um primeiro conjunto de normas para modelos de dados abertos vai ter como base os resultados do projecto CitySDK, desenvolvido na Europa.

Entre as 31 cidades estão seis portuguesas – Lisboa, Porto, Fundão, Palmela, Penela e Águeda –, que se juntam a Helsínquia, Espoo, Tampere, Oulu e Turku (Finlândia); Copenhaga, Aarhus e Aalborg na Dinamarca; Bruxelas, Ghent e Antuérpia (Bélgica); Milão, Palermo e Lecce (Itália); Valência, Santander, Málaga e Sevilha (Espanha); Olinda, Anapólis, Porto Alegre, Vitória, Colinas de Tocantins e Taquaritinga (Brasil). Continuar a ler