Deputados socialistas querem saber qual o destino do património ferroviário histórico no Barreiro

O Grupo de deputados socialistas eleitos por Setúbal – Eurídice Pereira, José Vieira da Silva, Ana Catarina Mendes, Eduardo Cabrita e Catarina Marcelino – tomou conhecimento de que a CP E.P.E., uma entidade pública empresarial detida a 100% pelo Estado, encontra-se atualmente em processo de alienação de material circulante de valor histórico.

Na verdade, a CP E.P.E. agendou a passada segunda-feira, dia 18 de maio, como data limite para a receção de propostas tendentes à compra de material circulante que se encontra no Barreiro.

Infelizmente, e esquecendo por completo o valor histórico deste material circulante, a CP E.P.E. pretende alienar como sucata “furgões” que deveriam ter um fim museológico.

Alguns desses exemplares são únicos, pelo que torna ainda mais incompreensível a sua venda, em detrimento da sua utilização para outro fim, como deveria ser efetuado.

A população do Barreiro tem vindo a contestar esta alienação, face à desvalorização que está a ser realizada do património ferroviário e industrial, quando o que deveria ser efetuado seria antes a criação de um núcleo museológico para preservar este mesmo material e as suas memórias.

Segundo a deputada Eurídice Pereira ” em face do pedido anteriormente efetuado ao antigo IGESPAR para a classificação de uma boa parte deste património, e nada se sabendo sobre a conclusão desse processo, não se entende como é possível esta alienação, acrescido do fato de ter sido criado um Grupo de Trabalho, no âmbito do Ministério da Economia, para que efetuasse a devida análise quanto à preservação, classificação e musealização do património ferroviário no Barreiro, nada se sabendo quanto às conclusões do trabalho que foi realizado.”

De acordo com os socialistas, “esta alienação do material circulante destrói por completo o projeto de valorização histórica desse património, em clara desvalorização do legado e das memórias que o mesmo encerra.”

Em face do exposto os deputados socialistas questionaram, por escrito, na passada sexta feira, o Ministro da Economia. Foram cinco, as perguntas efetuadas, conforme relata a Coordenadora Regional dos Deputados, Eurídice Pereira, ” que avaliação faz do processo de alineação que a CP. E.P.E. se encontra a realizar?; considera adequada a alienação deste património, vendido como sucata, quando o que deveria ser realizado era preservar a memória e o património ferroviário?; qual foi a apreciação efetuada pelo antigo IGESPAR ao material circulante que se encontrava no Barreiro?; quais foram as conclusões do Grupo de Trabalho, coordenado pelo Ministério da Economia, quanto ao material circulante que se encontrava no Barreiro? e o Ministério vai impedir a venda deste material? “.

Os eleitos aguardam agora, com expetativa as respostas do Governo.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s