INE | Índice Sintético de Desenvolvimento Regional – 2013‏

Fonte: INE

Estudo completo aqui.

Em 2013, de acordo com os resultados do índice sintético de desenvolvimento regional, quatro das 25 regiões NUTS III portuguesas superavam a média nacional em termos de desenvolvimento regional global – as áreas metropolitanas de Lisboa e do Porto, o Alto Minho e a Região de Aveiro.

indicesinteticodedesenvolvimentoregionalnutsIII2013INE (2)

O Índice Sintético de Desenvolvimento Regional (ISDR) baseia-se num modelo concetual que privilegia uma visão multidimensional do desenvolvimento regional, estruturando-o em três componentes: competitividade, coesão e qualidade ambiental.

O retrato territorial do índice de competitividade revela que as regiões com índices mais elevados se concentram no Litoral continental, destacando-se os territórios centrados nas duas áreas metropolitanas. A Área Metropolitana de Lisboa apresentava o índice de competitividade mais elevado, destacando-se das restantes regiões.

Índice de competitividadenutsIII2013INE (2)

No índice de coesão, os resultados obtidos refletiam um retrato territorial mais equilibrado do que o observado para competitividade, na medida em que, em oito das 25 regiões NUTS III, o índice de coesão superava a média nacional. Nesta componente do desenvolvimento regional, os resultados relativos a 2013 sugeriam uma imagem territorial de maior coesão no espaço central do Continente e no Litoral norte, destacando-se a Área Metropolitana de Lisboa, o território formado pela Região de Coimbra e pela Região de Leiria e, no Litoral norte, o Alto Minho e o Cávado. Continuar a ler

Anúncios

Montijo | APP das Festas Populares já disponível!‏

As Festas Populares de S. Pedro no Montijo são as primeiras festas do país a disponibilizar gratuitamente uma aplicação android para smartphones (app) com informação relevante sobre as festividades.

appfestasspedro (2)

Seguindo as últimas tendências tecnológicas e a provar que a tradição pode aliar-se à inovação, a aplicação, segundo a Comissão de Festas, tem por objetivo que todos os montijenses e visitantes tenham sempre as Festas Populares de S. Pedro à distância de um clique.

Uma das principais características, para além do programa, é a inclusão de um mapa das Festas e a possibilidade de visualizar o trajeto, a pé ou de carro, para os principais focos de atração, com indicação precisa da distância e do melhor itinerário.

Os utilizadores da app vão também poder submeter os seus próprios conteúdos, que ficarão disponíveis para todos os outros utilizadores, entre fotos, vídeos ou textos, através de uma secção chamada “As minhas Festas”.

A aplicação já está disponível para download na Play Store da Google e inclui um amplo conjunto de funcionalidades para além dos já referidos como: Principais destaques das Festas com descrição; Galeria Multimédia (fotos e videos) das Festas Populares de S. Pedro, informações úteis, entre outras funcionalidades. Continuar a ler

Calgary | esta é a cidade mais limpa do mundo‏

Fonte: Sol

De acordo com um estudo do Mercer Global Financial, Calgary, no Canadá, surge no topo da lista das cidades mais limpas do mundo, escreve o The Guardian.

Calgary (2)

Para os europeus, parece estranho que nenhuma cidade suíça apareça nos primeiros 10 lugares. A verdade é que, apesar da limpeza das ruas, Calgary ocupa o 33.º lugar num outro ranking de qualidade de vida dos habitantes, enquanto Zurique mantém-se ao longo de vários anos em 2.º.

O ranking das cidades mais limpas tem em conta critérios como a disponibilidade e potabilidade da água, a recolha de lixo, a qualidade dos sistemas de esgotos, a poluição na atmosfera e o tráfego automóvel. Curiosamente, o lixo nas ruas, o indicador mais visível de limpeza, não é avaliado neste ranking.

Ainda assim, é certo que Calgary é livre de detritos na rua. Isto porque quem atirar cigarros ou lixo da janela do carro, por exemplo, incorre numa multa que pode chegar aos mil dólares.

Além disso, a associação Green Calgary promove junto da população acções de formação com dicas sobre como fazer compostagem ou a preparação de um almoço com o mínimo de embalagens possível.

Esta é a lista completa do top 10: Continuar a ler

Pinhal Novo | sopa caramela…o casamento feliz entre a gastronomia e vinhos‏

Fonte: Diário do Distrito

Foi na adega ASL Tomé, em Pinhal Novo, que se realizou este sábado a 2ª edição do concurso da Sopa Caramela.

Sopa Caramela…o casamento feliz entre a gastronomia e vinhos (2)

Foram sete participantes entre restaurantes e pessoas individuais que apresentaram pelo segundo ano consecutivo as suas sopas caramelas que estiveram em apreciação no concurso promovido pelas Confraria da Sopa Caramela, Rota de Vinhos da Península de Setúbal e Câmara Municipal de Palmela.

O espaço escolhido para este segundo concurso da Sopa Caramela foi a adega ASL Tomé que labora em Pinhal Novo desde 1953, no alto da Cascalheira. O Diário do Distrito falou com um dos proprietários daquele espaço, Carlos Branco, que explicou que “a ASL Tomé lançou recentemente um novo vinho para que possa acompanhar com a Sopa Caramela, pois trata-se do Cascalheira 3 Castas”, o novo vinho é de colheita de 2013 e é um vinho que se apresenta com um perfil perfumado com leve floral de fruto silvestre fresco junto com um aroma a baunilha e algum côco.

Nesta iniciativa os participantes que acompanharam o evento deliciaram-se tanto com a Sopa Caramela como com o novo vinho que a ASL Tomé lançou.

A concurso estiveram a Mafraria, Nuno Luz Eventos e Catering, Bobo da Corte, Dulce Paz, Restaurante Âncora e Serrano, Restaurante O Central e Elsa Elias, os grandes vencedores desta segunda edição do concurso da Sopa Caramela destacaram-se pela sopa mais bem confeccionada. Em primeiro lugar ficou o Restaurante O Central, propriedade de Rui Pinto (Pinhal Novo), em segundo ficou Dulce Paz (concorreu individualmente) e em terceiro lugar ficou a empresa Nuno Luz Eventos e Catering. Continuar a ler