Lisboa horizontal vence concurso big smart cities

Fonte: Smart Cities

O projecto Lisboa Horizontal consagrou-se, ontem, vencedor da edição deste ano do concurso BIG Smart Cities, uma iniciativa da Vodafone e da câmara de Lisboa que fomenta a criação de novas de soluções para a melhoria da qualidade de vida nas cidades. Para além da incubação no Vodafone Power Labs, os ilustradores da ideia receberam um prémio no valor de 10 mil euros.

graphicdemoalllr2

Com base em informação topográfica, a app de navegação por GPS Lisboa Horizontal pretende fomentar o uso da bicicleta no meio urbano, fornecendo aos ciclistas 691 quilómetros de rotas planas dentro da capital. Segundo um estudo elaborado pelos promotores da ideia, 63% das ruas de Lisboa têm menos de 4% de inclinação.

Seguindo a lógica das linhas de metro, a aplicação, vencedora na categoria Smart Mobility, conecta as principais zonas da cidade, permitindo encontrar lojas para bicicletas onde seja possível encher os pneus da bicicleta, a título de exemplo.

No âmbito do concurso, foram ainda atribuídas três menções honrosas. Dentro da categoria Smart Living, o projecto Visualfy, dedicado a pessoas com deficiências auditivas, recebeu a menção honrosa “Internet of Things”. Ao interpretar sons captados através de microfones espalhados pelas divisões de uma casa, este sistema fornece orientações ao utilizador, enviando notificações que podem ser visualizadas no smartphone, smartwatch ou smart tv.

A menção honrosa “Prémio Vodafone Redes de Nova Geração”, por seu turno, foi atribuída ao CoolFarm, desenvolvido em Coimbra e que se insere na categoria Smart Energy. Trata-se de um sistema inteligente, assente num robô, que gere o crescimento de plantas sem intervenção humana e que, tendo acesso à Internet, permite que o processo seja acompanhado pelo utilizador através de uma aplicação móvel.

Já  o projecto ArchPaths, uma espécie de guia turístico focado na arquitectura, conquistou o “Prémio do Público”. Apresentando cartografias arquitectónicas, a app dá ao utilizador a possibilidade de definir os seus próprios itinerários, optar por trajectos sugeridos ou tematicamente distintos, ao passo que este vai recebendo informações sobre os edifícios relevantes a nível cultural ou artístico.

Recorde-se que 16 equipas chegaram à final do Vodafone BIG Smart Cities, que este ano recebeu cerca de 300 candidaturas.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s