Opinião | A CDU e o aeroporto dos aviões low cost para a base aérea de Montijo por José Bastos

josebastosDesde o princípio dos anos sessenta do século passado que se fala na construção de um novo aeroporto de Lisboa, na margem Sul do Tejo, para substituir o aeroporto da Portela. Saiu até uma lei para reservar os terrenos da herdade de Rio Frio para esse efeito.

No fim do século XX foi escolhida a Base da Ota para se construir o novo aeroporto e já no princípio do milénio o Governo desistiu da Ota e optou pelo Campo de Tiro de Alcohete em terrenos dos concelhos de Benavente e Montijo (freguesia de Canha).

Em 2011, o Governo suspendeu a construção do novo aeroporto e não se sabe se alguma vez vai ser construido. Já passaram mais de cinquenta anos sobre a primeira tentativa.

Já no fim de 2011 a comunicação social anunciou a possibilidade de um aeroporto para os aviões low cost ser construido numa base aérea militar da Área Metropolitana de Lisboa: Alverca, Sintra ou Montijo.

O assunto foi estudado por uma comissão nomeada para o efeito e a escolha em princípio recaiu sobre o Montijo.

O actual Presidente da Câmara de Montijo, tem mostrado um grande interesse e entusiasmo na vinda do aeroporto e já apresentou ao CEO da ANA, as infra-estruturas exteriores que são necessárias.

Quem sente o “pulsar” dos Montijenses sabe que na sua quase totalidade desejam que o aeroporto venha para cá. Até porque se propõem utilizar a via fluvial de Montijo para Lisboa que vai ao encontro da história da nossa comunidade.

Quando se pensava que neste ponto todas as forças políticas estavam de acordo a CDU apresentou na Assembleia Municipal de Montijo uma moção contra a vinda do aeroporto para nossa Base Aérea. A moção foi rejeitada pelos votos do PS e do PSD, com a abstenção do BE e da presidente da Assembleia Municipal.

O Governo decidiu suspender a construção de um novo aeroporto e optou pela solução portela+1. Se o  aeroporto low cost não vier para a Base do Montijo não é razão para ser construido um novo aeroporto  no Campo de Tiro de Alcochete. Se o mais um não fosse o Montijo era Alverca ou Sintra e o Presidente da Câmara de Sintra bem se mexeu para que o aeroporto fosse para o seu concelho.

É estranha esta posição da CDU contra a vinda do aeroporto low cost para a nossa Base Aérea, pois se o aeroporto vier para Montijo a nossa Terra torna-se conhecida em todo o mundo e o turismo  da capital beneficia muito, pois os turistas em poucos minutos, numa linda  viagem de barco ,chegam á zona histórica de Lisboa, a praça do comércio, uma das praças mais conhecidas do mundo.

O aeroporto trás prestígio à cidade de Montijo, emprego directo e indirecto, novas infra-estruturas e vai contribuir para a renovação urbana da zona antiga da cidade até ao Seixalinho.

Historicamente a nossa Terra beneficiou sempre com a ligação a Lisboa por via fluvial e é isso que vai acontecer se os aviões low cost vierem para Montijo. Foi a ligação a Lisboa que contribuiu para o desenvolvimento de Aldeia Galega.

Por todas estas razões é difícil de compreender a posição da CDU.

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s