Chamam-lhe a máquina fotográfica humana: Stephen Wiltshire só precisa da sua caneta para reproduzir as capitais do mundo

Dêem-lhe uma caneta e ele revela as cidades. Stephen Wiltshire, de 41 anos, é um artista invulgar. Sofre de autismo e foi aos cinco anos que repararam no seu talento para desenhar. Stephen consegue reproduzir os panoramas das cidades de memória, e já representou Nova Iorque, Tóquio, Roma, Paris e Londres, entre outras.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s