O que são bebidas isotónicas e para que servem?

Fonte: Green Savers

Há muito que conceitos como alimentação desportiva ou funcional estão na moda, à medida que a “febre” pela vida saudável, realização de treinos por conta própria ou pelo puro divertimento de praticar um desporto com amigos, no final do dia, estão cada vez mais presentes na nossa vida. Paralelamente, as actividades de ginásio são o complemento ideal para alguns desportos ao ar livre, como o running.

Segundo o agregador O Meu Bem Estar, a base de uma vida saudável e activa depende de dois factores importantes: uma alimentação equilibrada (com presença de todos os nutrientes básicos) e a realização de exercício físico. Assim, o conceito de alimentação desportiva funcional apresenta estas duas necessidades – e as bebidas isotónicas são um exemplo claro disso.

Mas o que é uma bebida isotónica. “É uma boa pergunta, já que muita gente faz confusão. Em primeiro lugar, convém distingui-la dos complementos energéticos ou estimulantes. Devemos ter bem claro que as bebidas isotónicas não levam substâncias que provoquem estes efeitos”, explica o agregador português.

Segundo O Meu Bem Estar, estas bebidas proporcionam uma “grande capacidade de reidratação” e, tal como outros produtos de alimentação desportiva, cobrem uma necessidade básica do nosso organismo.

Estas bebidas devem ser tomadas sempre que queiramos recuperar água e outras substâncias positivas para o nosso corpo, as quais se perderam durante a realização de exercício físico continuado e de intensidade. “Referimo-nos a sessões desportivas de mais de uma hora. Os esforços físicos mais curtos levam a perdas que podem ser recuperadas, de forma corrente, com a nutrição e as bebidas rotineiras”, explica o O Meu Bem Estar.

Cada desportiva deve ter em conta que praticar desporto implica uma subida de temperatura corporal, razão pela qual o nosso organismo produzirá suor como uma maneira de compensar está mudança de condições. Neste processo, perdemos água e outras substâncias.

Uma bebida isotónica low cost

Além de água, as bebidas isotónicas constam de pequenas doses de sódio (como bicarbonato de sódio ou cloreto de sódio), potássio, glicose ou açúcar, minerais (magnésio e cálcio), carboidratos de assimilação lenta (destinados a repor as reservas de glucógenio), vitaminas hidrosoluveis (B e C), aminoácidos, corantes e aromatizantes. Por outro lado, também se diferenciam de determinados refrescos pelo fato de não levarem gás carbónico.

Ao contrário do que poderíamos pensar, as bebidas isotónicas não são uma invenção moderno, estando há muito tempo entre nós. “Um conceito como água de arroz não saiu de modernas campanhas de marketing”, explica o agregador. A verdade é que as bebidas isotónicas alcançaram a fama devido à publicidade e ao seu consumo por parte de desportistas de elite. Ainda assim, podemos prepará-las em casa: por que não apostarmos na conhecida limonada alcalina, a verdadeira bebida isotónica low cost: água fervida, limões, açúcar e bicarbonato de sódio.

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s