Lisboa apresenta Orçamento Participativo 2016

Participe, faça acontecer!

Informações:

http://www.lisboaparticipa.pt

http://www.facebook.com/lisboaparticipa

op@cm-lisboa.pt

Já arrancou a nona edição do Orçamento Participativo de Lisboa, apresentado por Fernando Medina em 18 de abril nos Paços do Concelho.

fernandomedina

Foi numa sala repleta, onde não faltaram vereadores, presidentes de juntas de freguesia, associações, coletividades e outras entidades que o presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Fernando Medina, e o Vereador dos Sistemas de Informação, Desporto e Relação com o Munícipe, Jorge Máximo, apresentaram em 18 de abril a nona edição do Orçamento Participativo.

Fernando Medina destacou o êxito desta iniciativa para a cidade salientando que “Lisboa foi a primeira capital a ter um orçamento participativo e já é um elemento de sucesso na governação da cidade. É uma forma de dar poder às comunidades para desenvolverem os seus próprios projetos, é a capacidade de mobilizar as energias das pessoas: estudantes, grupos de amigos, coletividades, freguesias, é dar a voz a todos na cidade. Ao longo destes anos o OP foi uma importante ferramenta que nos apontou o futuro para a cidade de Lisboa”, concluiu.

Também Jorge Máximo considerou o OP como uma das mais notáveis bandeiras participativas na cidade de Lisboa” e apresentou quatro importantes novidades para esta nona edição:” Vai ter uma componente de interação disponível no telemóvel, as 24 juntas de freguesia vão ser interlocutores este ano, a transparência na votação, e a equidade, uma maior distribuição territorial pelas cinco Unidades Territoriais de Lisboa (UIT): Centro Histórico, Zona Centro, Zona Oriental, Zona Ocidental e Zona Norte.

Propostas até 12 de junho

Este ano o OP terá um orçamento de 2,5 milhões de euros para concretização dos projetos eleitos. Decorre de 18 de abril a 20 de novembro de 2016, sendo que a fase de apresentação de propostas estará aberta até dia 12 de junho.

Após esta fase dá-se início à análise técnica das propostas e apresentação da lista provisória de projetos para depois culminar o processo com a fase de votação.

As propostas poderão ser entregues online, nas sessões participativas (agenda disponível no site), no atendimento presencial, na rua de S. Julião nº 149 (Baixa de Lisboa, junto à rua do Ouro), todas as quartas e sextas-feiras entre as 12h30 e as 15horas e em todos os balcões de atendimento da CML.

Desde 2008 que o Município de Lisboa fomenta a participação dos cidadãos com o objetivo de se pronunciarem sobre a cidade, nas suas várias áreas: ação social, cultura, urbanismo e reabilitação urbana, espaço público e espaço verde, mobilidade e infraestruturas, entre outras.

Desde o seu início já foram eleitos 88 projetos para a cidade, dos quais se destacam: o Centro de Inovação da Mouraria, a Casa dos Animais de Lisboa, o Rocódromo Municipal Indoor (modalidade de escalada), o Circuito Lisboa a Mexer (4 provas de corridas e caminhadas na cidade), a reabilitação da Igreja de S. Cristóvão, a incubadora de empresas Start Up Lisboa e muitos outros.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s