Governo prevê aprovar propostas de descentralização em maio

Fonte: TVI

Ministro adjunto, Eduardo Cabrita, prevê apresentar no próximo mês a primeira proposta das competências que serão transferidas para as autarquias.

eduardocabrita

O ministro adjunto anunciou hoje que o Governo deverá aprovar, em maio, uma proposta de descentralização de competências para as autarquias, que será depois discutida com as associações de municípios e de freguesias e no parlamento.

Segundo Eduardo Cabrita, o Governo já identificou as “áreas a descentralizar” com os diversos ministérios e “qual o nível mais adequado de colocação de competências, se ao nível regional, se ao nível intermunicipal, do município ou da freguesia”.

O governante, que falava no parlamento, anunciou que, durante o mês de maio, o Governo vai “levar a Conselho de Ministros uma avaliação global deste processo” de descentralização e “iniciar o trabalho” com a Associação Nacional de Municípios Portugueses (ANMP) e a Associação Nacional de Freguesias (Anafre).

A discussão com a ANMP e a Anafre antecipará o debate com o parlamento de “matérias de ordem legislativa”, explicou o ministro, na comissão de Ambiente, Ordenamento do Território, Descentralização, Poder Local e Habitação. Continuar a ler

Anúncios

Montijo | Inauguração de memorial com centenas de pessoas

Startups, sol e surf: Lisboa promovida como melhor capital europeia para trabalho e diversão

Fonte: Diário Económico

Um misto de ‘startups’, sol e surf fazem de Lisboa a melhor capital para trabalho e diversão, segundo análise da estação pública de televisão britânica. A BBC lembra que, embora esteja ainda a recuperar do esforço desenvolvido por causa da crise na zona euro que levou a economia nacional para números preocupantes, a cidade está a intensificar acções de apoio a negócios locais e a atrair investidores de todo o mundo.

surflisboa

A TV britânica recorda como Lisboa foi escolhida para capital europeia do empreendedorismo em 2015 “após três anos seguidos de apoio municipal às ‘startups'”, não esquecendo a abertura de novos negócios e as reformas estéticas em muitos edifícios.

“A mudança tem sido dramática”, refere a BBC, citando Rui Coelho, director executivo da Invest Lisboa, a agência de promoção de investimento. “Registou-se um recorde na área do investimento em imobiliário, turismo e empreendedorismo em 2015. Isto é fantástico! No entanto, não ficámos parados, porque o desemprego ainda está demasiado alto e, no que concerne à reabilitação do centro urbano da cidade, muito está ainda por fazer”, explica o responsável.

A BBC relembra que, “embora o desemprego registasse descida do máximo de 17,5% assinalado em 2013, no final do ano passado ainda se situava nos 12,2%”. Continuar a ler

Associação Salvador – Não estacione aqui!

A mensagem tem como objectivo acabar com os estacionamentos indevidos que dificultam a vida a quem tem dificuldade em movimentar-se. Seis em cada dez condutores admite que estaciona indevidamente, dificultando a vida de quem tem mobilidade reduzida.

Na maioria da vezes referem que foi apenas “5 minutos”.

Este filme tenta mudar as mentalidades, de quem acha que 5 minutos não afeta a vida de ninguém.

Siemens facilita circulação de ciclistas com “onda verde”

Fonte: StartUp Magazine

A Alemanha vai ser pioneira, mas a ideia é que rapidamente chegue ao resto do mundo. A chamada “onda verde” – quando uma cadeia de semáforos passa a verde em sequência – vai passar a ser uma realidade também para quem circula de bicicleta.

bikeondaverde

A Siemens tem investido continuamente no desenvolvimento de sistemas avançados de gestão de tráfego, de forma a poder ajudar as cidades a serem mais sustentáveis e daí o investimento nas “ondas verdes”, que garantem um tráfego fluido, reduzem as travagens e acelerações desnecessárias e dão, assim, um comprovado contributo para a redução das emissões de partículas finas e óxidos de azoto.

À medida que o ciclista, com a aplicação SiBike, se aproxima de um cruzamento, o semáforo ou muda automaticamente para verde numa questão de segundos ou fica verde durante mais tempo. O smartphone do ciclista determina a sua posição via GPS e verifica se a bicicleta passou um ponto de ativação específico, definido de forma virtual e igualmente com apoio do sistema GPS, a uma velocidade predefinida. Quando a bicicleta passa o ponto de ativação, a aplicação informa o centro de controlo de tráfego sobre a sua ativação. O centro de controlo do tráfego emite de seguida uma ordem ao controlador dos semáforos e garante que o ciclista encontra um sinal verde. Continuar a ler