Amadora| Sistema de Indicadores de Desenvolvimento Territorial 2015

O Sistema de Indicadores de Desenvolvimento Territorial 2015 (SIDT) visa medir o desempenho económico, social, ambiental e institucional do município da Amadora e tornar mais fácil e eficiente o processo de sistematização, troca e utilização de informação entre os serviços da Câmara Municipal.

click na imagem para ver documento

sidtamadora

Este projeto assenta em dados de base e em indicadores estruturados em dimensões que se agrupam em quatro domínios fundamentais: Sociedade, Economia, Território e Ambiente e articula-se com os principais instrumentos que constituem a matriz de referência das opções de política de desenvolvimento municipal.

A recente publicação da Estratégia “Cidades Sustentáveis 2020” e a criação de um Barómetro da Sustentabilidade Urbana veio valorizar e reforçar a criação do sistema de indicadores, no sentido de permitir à Cidade aferir o seu posicionamento na escala de desempenho para um desenvolvimento urbano sustentável.

 

Anúncios

Amadora | Orçamento Participativo 2016 – apresentação de propostas até 14 agosto

Mais informação aqui.

A Câmara Municipal da Amadora prossegue a sua política de aproximação aos cidadãos ao promover a 6.ª Edição do Orçamento Participativo Amadora.

OP2016amadora

Os munícipes vão continuar a poder contribuir para a construção da cidade, apresentando e votando propostas elegíveis ao Orçamento Municipal do próximo ano.

PARTICIPE:

Apresente a sua proposta até 14 de agosto, utilizando a página do Orçamento Participativo Amadora: www.op.cm-amadora.pt

Algumas das obras dos Orçamentos Participativos dos anos anteriores estão ainda em curso, pelo que o Orçamento Participativo 2016 terá 500.000€ repartidos pelos anos 2016 e 2017. Continuar a ler

Amadora | acervo de arte urbana em mapa do graffiti

Mapa do graffiti aqui.

De forma a conhecer a arte urbana que existe nas ruas da Amadora, a câmara municipal da cidade lançou um mapa interactivo que não só identifica o local, como disponibiliza fotografias, vídeos e o testemunho dos autores das obras. Nomen, Slap, Pedro Soares Neves aka UBER, Odeith, SalDoce aka Corleone e EKO são alguns dos artistas que pintaram na Amadora que estão presentes nesta página.

graffitiamadora

O Mapa do Graffiti resulta de um trabalho académico de pós-graduação de Catarina Valente, que nasceu na cidade. Com este sítio on-line, diz a autora, pretende-se “suscitar a discussão sobre a arte urbana e mostrar a Amadora como um pólo artístico-cultural nas expressões artísticas urbanas”. O trabalho de georeferenciação foi feito, por sua vez, com o apoio da câmara municipal da Amadora. Continuar a ler

Amadora testa nova ferramenta para medir o nível de resiliência a desastres

A Amadora e outras quatro cidades europeias vão testar uma nova ferramenta para medir o seu nível de resiliência a desastres. A iniciativa enquadra-se no projecto europeu Managing Urban Risks in Europe: Implementation of the City Disaster Resilience Scorecard (U-SCORE) e vai também ajudar estas cidades a integrar a redução de risco e a adaptação às mudanças climáticas na gestão urbana, através da elaboração de planos de acção concretos.

carlatavares

Stoke-on-Trent e Salford, no Reino Unido, e Jönköping e Arvika, na Suécia, acompanham a Amadora neste desafio, cujos objectivos passam por preparar melhor as cidades para um eventual cenário de desastre, ser uma plataforma de troca de conhecimento e experiências entre especialistas nesta matéria e, ainda, envolver outros municípios na acção para a redução do risco de desastre. Nos próximos dias 16 e 17 de Abril, o município português vai receber o primeiro workshop do projecto, que marcará o arranque do U-SCORE.

A ferramenta – City Resilience Scorecard – foi desenvolvida pela IBM e pela AECOM, no âmbito da campanha Making Cities Resilient do Gabinete das Nações Unidas para a Redução de Risco de Desastre (UNISDR, na sigla em inglês). O projecto vai ajudar a testar a ferramenta, esperando-se que dê feedback para a sua melhoria. A solução vai fornecer a cada cidade uma análise da sua capacidade de resiliência e um protótipo de plano de acção. As autoridades nacionais de Protecção Civil irão também apoiar estas cidades, assim como o próprio UNISDR e outros especialistas técnicos externos, como, por exemplo, a IBM ou a AECOM. Continuar a ler

AML | quais os municípios da Área Metropolitana de Lisboa que devolvem parte do IRS aos seus residentes?

Se vive em Lisboa, Cascais, Amadora, Montijo, Sintra ou Mafra terá um desconto no seu IRS!

Os municípios, ao abrigo da Lei da Finanças Locais, têm direito, em cada ano, a uma participação variável até cinco por cento no IRS dos sujeitos passivos com domicílio fiscal no seu concelho. Os órgãos do município – câmara e assembleia municipal – podem devolver parte dos 5% aos seus residentes.

O prazo para a entrega do IRS de 2014 começa a 1 de Março, na prática hoje, e estende-se até final de Maio.

amlmapairs (2)

A nivel nacional, existem 78 municípios que devolvem parte do imposto aos seus residentes. Apenas 13 concelhos devolvem a taxa máxima (5%). Continuar a ler

Sanest | municípios contestam fusão da Sanest no novo sistema de Lisboa e Vale do Tejo

Fonte: Lusa

Amadora, Cascais, Oeiras e Sintra “rejeitam a solução proposta pelo Governo que é, do ponto de vista social e económico, indesejável e perigosa e, no plano jurídico, viola o código das sociedades comerciais e a Constituição”, afirmaram hoje os quatro municípios, em comunicado, a que a Lusa teve acesso.

aguamao

A criação do sistema multimunicipal de água e saneamento de Lisboa e Vale do Tejo prevê a agregação de oito sistemas multimunicipais, entre os quais a Sanest — Sistema de Saneamento da Costa do Estoril, na nova sociedade Águas de Lisboa e Vale do Tejo (LVT).

A Sanest é detida em 51% pela Águas de Portugal (AdP) e nos restantes 49 pelos quatro municípios, que contestam a criação de uma nova concessão, por 30 anos, à LVT, cuja gestão será delegada na EPAL (Empresa Portuguesa de Águas Livres). Continuar a ler

Amadora | Novo Guia da Reabilitação já está disponível

A Câmara Municipal da Amadora publicou o novo Guia da Reabilitação, que reúne todos os apoios municipais para quem pretende reabilitar o seu imóvel, com respostas que vão desde o financiamento direto até aos benefícios fiscais.

Boa iniciativa!

click na imagem para conhecer o documento

amadoraguia