Orçamento de Estado 2016 em debate público. Participe!

Anúncios

Partido Socialista elege Ana Catarina Mendes Secretária-Geral Adjunta

Fonte: Lusa

Ana Catarina Mendes foi eleita secretária-geral adjunta do Partido Socialista (PS) e vai coordenar a Comissão Permanente, órgão que será o ‘núcleo duro’ do executivo partidário.

anacatarinamendes

A Comissão Nacional do PS elegeu, este sábado, com 176 votos a favor, três abstenções e dois contra Ana Catarina Mendes para o cargo de secretária-geral adjunta e a constituição da nova Comissão Permanente dos socialistas.

Esta deliberação por ampla maioria, cerca de 97 por cento, foi tomada ao fim de três horas de reunião do órgão máximo dos socialistas, que também aprovou a marcação do congresso nacional do PS para 4 e 5 de junho próximos e das federações distritais deste partido para 19 de março.

Fonte da direção do PS já havia indiciado que a Comissão Permanente dos socialistas seria em princípio coordenada por Ana Catarina Mendes, informação agora formalizada, à saída da vice-presidente da bancada socialista da reunião da Comissão Nacional do PS.

“Foi a primeira vez que foi eleito um secretário-geral adjunto no PS, neste caso uma secretária-geral adjunta, o que confere naturalmente uma enorme responsabilidade”, afirmou Ana Catarina Mendes.

A deputada sublinha que a Comissão Permanente “é um órgão executivo do secretariado nacional composto por secretários nacionais que terão os seus pelouros”.

Ana Catarina Mendes refere que irá ser feito um “acompanhamento do programa de Governo do PS” e que a Comissão terá “uma forte mobilização dos seus militantes e simpatizantes, numa altura tão diferente e com tantas novidades neste país”. Continuar a ler

Intervenção da Deputada Ana Catarina Mendes

Intervenção no âmbito dos Projectos de Lei (BE, PS, PCP e BEV) revogação de Leis sobre IVG.

PS Setúbal | Ana Catarina Mendes “Há um complexo do orgulhosamente sós”

Fonte: Setúbal na Rede

A cabeça de lista do Partido Socialista (PS), às próximas eleições legislativas, pelo círculo eleitoral de Setúbal, considera que para conduzir o distrito de Setúbal ao desenvolvimento é necessário “ambição, determinação” e “vontade política em investir nas pessoas” e “criar um ambiente favorável à atividade das empresas”. Ana Catarina Mendes refere que o distrito de Setúbal tem “condições para ser o distrito com melhor qualidade de vida do país”, visto que tem “recursos naturais e paisagísticos que o permitem se forem bem preservados e colocados ao serviço de todos”.

anacatarinamendes

A candidata socialista, para as próximas eleições legislativas, pelo círculo eleitoral de Setúbal, acrescenta que o distrito tem “potencial de atração de uma economia moderna”, que o “reindustrialize” e o “lance definitivamente em setores de mais elevada tecnologia”, em unidades “centradas na produção de conhecimento”, em “centro de difusão de inovação de impacto pelo menos ibérico, se não europeu ou mundial”. Ana Catarina Mendes garante que, caso sejam eleitos, vão fazer com que o distrito de Setúbal faça parte da “grande região capital do país” com todo o “potencial que deriva de se estar no centro dos pólos de decisão”.

A também deputada da Assembleia da República entende que o PS diferencia-se no distrito de Setúbal “por não querer instrumentalizar os problemas para protestar”, mas sim por querer “construir para liderar, para fazer melhorar” e “para mudar para progredir”. Ana Catarina Mendes defende que as pessoas devem votar no PS, porque “querem mudar de Governo” e porque “o programa eleitoral proposto é credível”, com “contas feitas e compromissos claros no tempo e nos custos”. Continuar a ler

PS Setúbal | O desnorte da coligação (PSD / CDS-PP) relativamente aos portos do distrito de Setúbal

Em contraciclo com a importância estratégica do Porto de Setúbal para este distrito, a coligação PSD/CDS-PP tem ditado uma política de desnorte para este Porto, patente na ação governativa dos últimos quatro anos:

federapssetubal

Em primeiro lugar pela total confusão de propósitos do Governo para o setor marítimo portuário. Ao mesmo tempo que o Governo afirmava querer uma complementaridade entre o Porto de Lisboa e o Porto de Setúbal, anunciava, logo do início da legislatura, a expansão do terminal de contentores do Porto de Lisboa para a Trafaria. Decorridos apenas 3 anos, novo anúncio sobre este tema, agora com a intenção de que essa expansão do terminal de contentores de Lisboa se situasse no Barreiro.

Em segundo lugar pela total demissão do Governo quanto a decisões importantes e estratégicas para o desenvolvimento do Porto de Setúbal e consequente aumento do seu hinterland. De facto, todas as decisões de acessibilidade ferroviária e marítima foram metidas na gaveta. Em particular, merece referência o estrangulamento do canal de acesso ao porto de Setúbal que exigia uma resposta firme por parte do Governo, que se limita agora, perto das eleições, a autorizar estudos de impacte ambiental.

Os propósitos do Governo PSD/CDS para o setor marítimo portuário, em particular no Distrito de Setúbal, revelam a falta de conhecimento e de visão para o setor: Um dia a expansão do terminal de contentores de Lisboa é para a Trafaria, no outro dia já são para o Barreiro. E no meio de tudo isto, nem uma palavra para o Porto de Setúbal. Continuar a ler

Entrevista | Ana Catarina Mendes: “é preciso recuperar a confiança dos portugueses”

Fonte: Diário do Distrito

Vice-presidente da bancada socialista na Assembleia da República e presidente da Federação Distrital de Setúbal, Ana Catarina Mendes é a cabeça de lista pelo PS por Setúbal.

AnaCatarinaMendes

Quais são as perspectivas do Partido Socialista para as eleições legislativas?

A primeira grande perspectiva é ganhar as eleições legislativas no país e no distrito de Setúbal, um dos mais importantes, porque seria o consolidar de uma grande vitória do PS.

Perante os momentos muito difíceis que temos tido, o PS aposta na devolução da confiança e da esperança aos portugueses, confiança que desejamos que seja retribuída no dia 4 de Outubro.

O tecido empresaria, nomeadamente as pequenas e micro empresas, foram bastante prejudicadas pela política de austeridade. O que tem o PS a oferecer às que conseguiram manter-se?

Temos no programa eleitoral programas específicos para as pequenas e médias empresas do país, de forma a promover a sua recuperação uma vez que estas foram alvo de um ataque fiscal muito grande e viram os seus custos de produção aumentar enormemente, Neste momento essas empresas precisam de apoios financeiros que os ajudem a relançar-se na economia portuguesa e para isso contamos com um financiamento específico para pequenas e médias que lhes permitam obter mecanismos financeiros para esse passo.

É evidente que a máquina fiscal tem de ser alterada, o PS tem essa noção, e aponto apenas um exemplo de um dos sectores mais afectados com a imposição fiscal dos últimos anos, o da restauração, sobre o qual o PS já assumiu o compromisso de que voltará a baixar o IVA do sector.

Temos um quadro do nosso cenário macro-económico, onde fazemos as contas com rigor daquilo que devem ser as medidas a adoptar nos próximos tempos, bem como a forma como podemos auxiliar as pequenas e médias empresas. O que posso afirmar é que teremos novidades, que podem ter a ver com incentivos e fundos financeiros ou poderão estar relacionados com a questão fiscal.

«O distrito de Setúbal tem três graves problemas»
Continuar a ler

PS apresenta cabeças de lista às Legislativas 2015

O Secretário-geral do Partido Socialista, António Costa, comunicou os cabeças de lista às eleições legislativas na reunião da Comissão Política Nacional, realizada no passado dia 10 de julho.

António Costa encabeça a lista por Lisboa. Já em Setúbal, Ana Catarina Mendes lidera a lista do PS.

Conheça os cabeças de lista do PS às legislativas 2015 aqui.

Ana Catarina Mendes, 42 anos, nasceu em Coimbra, licenciada em Direito. É advogada.

anacatarinamendes

Entrou na JS em 1991, foi Presidente da concelhia da JS de Almada e presidente da Federação distrital da JS de Setúbal. Fez parte do Secretariado Nacional da Juventude Socialista com o pelouro da Educação.

É Deputada à Assembleia da República desde 1998, com participação nas Comissões Parlamentares de Educação, Assuntos Europeus e Direitos, Liberdades e Garantias. Foi membro do Conselho da Europa na Comissão de Migrações, Refugiados e População. Continuar a ler

Setúbal | PS realiza as 1.ªs Jornadas Parlamentares do Distrito de Setúbal

O/As deputado/as  socialistas eleito/as pelo Círculo Eleitoral de Setúbal, Vieira da Silva, Eduardo Cabrita, Eurídice Pereira, Ana Catarina Mendes e Catarina Marcelino, com a colaboração da Federação Distrital de Setúbal do PS, realizam, nos próximos dias 20 e 21 de março, as Primeiras Jornadas Parlamentares Distritais do PS.

deputadospssetubal

Esta iniciativa vem introduzir mais um modo de relacionamento dos deputados com o Distrito de Setúbal, claramente inovador e inédito.

As Jornadas Parlamentares socialistas do Distrito de Setúbal denominam-se ‘ A Década para Setúbal – Investir e Qualificar’.

No dia 20, próxima sexta feira, os deputados deslocam-se, pelas 15h30,  à Faculdade de Ciências e Tecnologia, no concelho de Almada, e seguem posteriormente para o Montijo, onde visitam a empresa CARMONTI, a partir das 17h00. Nestas duas  deslocações, as comitivas incluem, para além dos cinco deputados, dirigentes e autarcas dos respetivos concelhos. Continuar a ler

Ana Catarina Mendes | Pedro Passos Coelho “deve uma explicação cabal aos portugueses”

ana_catarina_mendes_deputada_do_psPS exigiu hoje ao primeiro-ministro “uma explicação cabal” aos portugueses sobre o seu comportamento perante a Segurança Social, considerando inaceitável que um cidadão com as responsabilidades de Passos Coelho tenha “dois pesos e duas medidas”.

“Não é aceitável que uma pessoa com as responsabilidades do primeiro-ministro tenha dois pesos e duas medidas”

Esta posição foi assumida pela vice-presidente do Grupo Parlamentar do PS Ana Catarina Mendes, depois de o jornal Público ter noticiado no sábado que, entre Outubro de 1999 e Setembro de 2004, Pedro Passos Coelho acumulou dívidas à Segurança Social, tendo decidido pagá-las voluntariamente em Fevereiro, num total de cerca de quatro euros.

“O primeiro-ministro falhou, porque sabe – como todos os portugueses sabem – que é obrigatório o pagamento à Segurança Social”, declarou Ana Catarina Mendes.

Para a líder da Federação de Setúbal do PS, Pedro Passos Coelho “não pode alegar que desconhecia a lei para justificar o seu comportamento de evasão contributiva”.

“O mesmo primeiro-ministro que é capaz de deixar o fisco penhorar uma casa de morada de família por pequenas dívidas ao Estado, pelos vistos, conviveu bem com o não pagamento de dívidas à Segurança Social durante mais de uma década. E acha isso natural”, apontou Ana Catarina Mendes, que classificou como “inaceitável” o comportamento do líder do executivo. Continuar a ler

Setúbal | Deputados do PS questionam Governo sobre construção de vias rodoviárias no distrito

Os deputados do PS eleitos por Setúbal anunciaram esta quarta-feira ter questionado o governo sobre a construção de vias rodoviárias fundamentais para a população que “tardam em ser construídas”.

deputadospssetubal

No requerimento endereçado ao Governo, os deputados socialistas referem que “o distrito de Setúbal tem sido dos mais prejudicados pelo atual Governo”, sublinhando que no distrito há “constantes retrocessos, hesitações e adiamentos de construção de infraestruturas rodoviárias, que se encontram planeadas, algumas já iniciadas, mas que nunca mais são concluídas”.

“Quando é que serão retomadas as obras, que ainda se encontram por concluir, relativas aos lanços do IP8/A26?; Qual será o prazo para conclusão das mesmas?; quando é que se iniciam os trabalhos de reabilitação do troço do IC 1 Alcácer do Sal/Grândola? Qual é o prazo para a execução dessas obras? Está prevista a abertura de novo concurso para a reformulação da ligação ao Lousal – IC 1?”, questionam os deputados. Continuar a ler

Setúbal | Deputados do PS questionam Ministro da Educação sobre o financiamento da Academia de Música de Almada

Os deputados socialistas eleitos por Setúbal apresentaram, na Assembleia da República, um conjunto de perguntas ao Ministro da Educação e da Ciência sobre o financiamento da Academia de Música de Almada, após a visita da deputada Ana Catarina Mendes a esta instituição. Segundo a deputada, também líder da distrital de Setúbal do PS, “foi necessário, face ao arrastamento da situação e à falta de respostas, questionar o senhor Ministro.

deputadospssetubal

Queremos saber se contrato-programa estabelecido entre o Ministério e a Academia de Música de Almada foi um dos que foi devolvido pelo Tribunal de Contas. Independentemente de ter ou não sido devolvido, queremos saber se previsível a data de viabilização da verba adstrita à Academia de Música de Almada por parte do Ministério.”

A eleita acrescenta mais perguntas que deseja ver respondidas: “ que medidas estão a ser ponderadas pelo Ministério para assegurar o devido ressarcimento dos custos acrescidos assumidos pela escola durante o período de lecionação e decorrentes da reativação da sua atividade, que se espera que aconteça em breve? E, por último, queremos saber se o Governo está a ponderar assumir a responsabilidade pela lecionação de aulas extra para os alunos que, atualmente, têm a sua atividade letiva suspensa.” Continuar a ler

Setúbal | Deputados Socialistas questionam o Governo sobre a Herdade da Comporta

Os Deputados Socialistas do Distrito de Setúbal, Vieira da Silva, Eduardo Cabrita, Eurídice Pereira, Ana Catarina Mendes e Catarina Marcelino, estão entre os que dirigiram perguntas, através de requerimentos, no passado dia 21 de janeiro, às Ministras de Estado e das Finanças e da Agricultura e Mar sobre a situação da Herdade da Comporta, cuja venda pelo BES Investimento foi hoje noticiada, em particular «(…) relativamente à situação de todos quantos vivem e exercem atividade na Herdade da Comporta, e, bem assim, sobre as medidas que as entidades competentes ponderam tomar no sentido de acautelar os interesses em presença».

deputadospssetubal

As Perguntas dos parlamentares socialistas – eleitos pelo Distrito de Setúbal, membros da Comissão de Agricultura e Mar e membros da Comissão de Inquérito ao BES – surgem na sequência de uma visita promovida àquela que é uma maiores propriedades do País, com o intuito de se inteirarem «(…) sobre a situação dos agricultores e rendeiros que ali vivem e exercem a sua atividade», aludindo a que, nos 12.000 hectares da Herdade da Comporta, vivem cerca de duas mil pessoas. Essa visita e o contacto com moradores e rendeiros contou com a presença dos deputados Eurídice Pereira e Miguel Freitas, em representação do Grupos Parlamentar socialista , que foram acompanhados pelo Presidente da Concelhia de Grândola, Pedro Ruas, a representante da estrutura distrital do PS, Lídia Henriques, e o autarca António Luís, do Carvalhal. Continuar a ler

Federação PS Setúbal | Governo coloca em causa acesso dos cidadãos aos cuidados de saúde

ana_catarina_mendes_deputada_do_psNas últimas semanas o País tem assistido ao caos generalizado das urgências hospitalares, situação que se repete um pouco por todo o País.

No Distrito de Setúbal também se assinalam situações de grandes tempos de espera no atendimento das urgências, as quais são muito preocupantes, no Hospital Garcia de Orta, em Almada, e no Hospital do Barreiro e em particular, no Hospital de S. Bernardo em Setúbal, onde, no dia 3 de Janeiro, um homem de 77 anos, que tinha sido assistido por um médico do INEM que não fez qualquer referenciação do doente para as urgências, depois de 4 horas num corredor do Hospital sem qualquer assistência, acabou por morrer.

Essas situações, ainda que agravadas nesta época, não constituem factos isolados, antes espelham a situação de abandono do Serviço Nacional de Saúde por parte do Governo PSD/ CDS. Continuar a ler

Setúbal | deputados socialistas querem travar o processo de “dispensa” de trabalhadores na Segurança Social

Os deputados socialistas eleitos pelo Círculo Eleitoral de Setúbal – Vieira da Silva, Eduardo Cabrita, Eurídice Pereira, Ana Catarina Mendes e Catarina Marcelino – desenvolveram, hoje, mais uma iniciativa, junto do Ministério da Solidariedade, Trabalho e Segurança Social com vista a travar o processo de ‘dispensa’ de trabalhadores.

deputadospssetubal
Dizem os eleitos, no requerimento que deu entrada na Assembleia da República, que “ segundo o despacho do Secretário de Estado da Administração Pública, da análise do documento do Instituto da Segurança Social sobressai a proposta de redução de 697 postos de trabalho, dos quais 526 assistentes operacionais, 139 docentes, 22 técnicos de terapêutica, 7 enfermeiros e 3 técnicos de orientação escolar/social.” Continuar a ler