#costa2015 | Futuro de confiança para Setúbal

click na imagem para maior definição

pssetuballistacandidatos

 

Anúncios

#costa2015 | Tempo de Antena Partido Socialista | #euconfio

António Costa verdadeiramente determinado e vencedor “temos programa e contas certas, direita não tem programa nem mostra as contas”

“Há uma grande diferença: o meu programa tem as contas certas, o senhor não tem programa nem mostra as contas” assinalou hoje António Costa no debate televisivo com Pedro Passos Coelho.

antoniocosta123

“Depois do incumprimento do atual primeiro-ministro os portugueses não suportariam novo incumprimento” assegurou António Costa para explicar a construção do programa do PS. “Nós fizemos um trabalho de grande rigor. Por isso temos estudos de impacto para cada medida. O programa não é um conjunto de palavras.”

“Em 20 anos todos os governos tiveram crescimento ao longo do mandato. O único que falhou foi o Dr. Passos Coelho.” O atual primeiro-ministro “é o primeiro a deixar uma riqueza inferior à que encontrou” afirmou Costa documentando a sua afirmação com uma ilustração do crescimento económico dos antecessores de Passos Coelho.

O debate televisivo foi oportunidade para Costa confrontar o atual primeiro-ministro com a agenda escondida da direita: “É altura de parar com a mistificação com a troica. O senhor quis a troica. Gostou tanto da troica que quis ir além da troica” afirmou o líder do PS apresentando um gráfico do próprio governo que mostra a aplicação de austeridade largamente superior ao previsto no Memorando. Continuar a ler

António Costa promete repor cortes dos salários na função pública e as 35 horas semanais

Fonte: Lusa

Líder socialista promete repôr vencimentos “em 2016 e 2017”. Já o regresso das 35 horas semanais é para fazer “de imediato”.

antoniocostamangualde

O secretário-geral do PS, António Costa, prometeu hoje repor na íntegra o vencimento dos funcionários públicos em 2016 e 2017, garantindo também para a classe a reposição imediata das 35 horas de trabalho semanais, caso seja eleito.

“Os nossos compromissos são feitos na medida daquilo que sabemos serem as nossas capacidades. Por isso, dizemos: vamos repor na íntegra o vencimento dos funcionários públicos”, alegou.

Na sua intervenção num jantar comício, que decorreu em Mangualde, no distrito de Viseu, António Costa esclareceu que a reposição na íntegra dos vencimentos dos funcionários públicos não será feita de imediato.

“Vamos fazê-lo em 2016 e 2017, porque só então o poderemos fazer. O nosso compromisso é com conta, peso e medida para poder ser cumprido”, acrescentou. Continuar a ler

António Costa “O Quanto, o Quando e o Como do Programa Eleitoral do PS”

O secretário-geral do PS, António Costa, e o economista Mário Centeno apresentaram “O Quanto, o Quando e o Como do Programa Eleitoral do PS”, na sede do PS, garantindo tratar-se de “compromissos assumidos” e não “promessas”, pois são “testados e avaliados nos seus impactos”.

“Promover o emprego e combater a precariedade, reforçar a coesão e combater as desigualdades, aumentar o rendimento disponível das famílias para relançar a economia e aliviar a asfixia dos mais pobres e da classe média, resolver os bloqueios de financiamento das empresas e dar prioridade ao investimento, inovação e internacionalização, e, por fim, um Estado forte inteligente e moderno”, foram as cinco prioridades elencadas pelo secretário-geral do PS.

click na imagem para ver documento

ps_estudo_programa_eleitoral

António Costa vincou ainda que o programa socialista “não é um saco de palavras”, nem uma “soma de promessas”, mas sim “compromissos para a próxima legislatura”. Continuar a ler

PS apresenta cabeças de lista às Legislativas 2015

O Secretário-geral do Partido Socialista, António Costa, comunicou os cabeças de lista às eleições legislativas na reunião da Comissão Política Nacional, realizada no passado dia 10 de julho.

António Costa encabeça a lista por Lisboa. Já em Setúbal, Ana Catarina Mendes lidera a lista do PS.

Conheça os cabeças de lista do PS às legislativas 2015 aqui.

Ana Catarina Mendes, 42 anos, nasceu em Coimbra, licenciada em Direito. É advogada.

anacatarinamendes

Entrou na JS em 1991, foi Presidente da concelhia da JS de Almada e presidente da Federação distrital da JS de Setúbal. Fez parte do Secretariado Nacional da Juventude Socialista com o pelouro da Educação.

É Deputada à Assembleia da República desde 1998, com participação nas Comissões Parlamentares de Educação, Assuntos Europeus e Direitos, Liberdades e Garantias. Foi membro do Conselho da Europa na Comissão de Migrações, Refugiados e População. Continuar a ler

António Costa é o líder com melhor nota

Nenhum dos líderes partidários recebe nota positiva numa escala de 0 a 10. Paulo Portas tem a pior avaliação, segundo uma sondagem feita pela Intercampus para o PÚBLICO, a TVI e a TSF.

antoniocostamelhorlider

Costa ganha em tudo a Passos…

Os inquiridos nesta sondagem acham que o líder do PS tem mais qualidades para ser primeiro-ministro do que Passos Coelho.

quemtemmaisqualidadeparaPM

António Costa | visita o Distrito de Setúbal nos dias 2 e 3 de julho

O Secretário-geral do PS visita o Distrito de Setúbal nos próximos dias 2 e 3 de julho, num programa que visa contactar com a realidade do nosso distrito.

antoniocosta_400x300

Programa

Quinta-feira, dia 2 de julho

10h30 – Santiago do Cacém
Ação: Visita ao Hospital do Litoral Alentejano

12h00 – Sines
Ação: Visita ao Porto de Sines

16h30 – Seixal
Ação: Reunião com Associações de diversos Setores Económicos com Atividade no Distrito de Setúbal
Local: Associação do Comércio, Indústria, Serviços e Turismo do Distrito de Setúbal (Praça Luís de Camões, 11/ 13 – Seixal)

21h00 – Barreiro
Ação: ”Encontro de Gerações” – Debate com Jovens e Reformados/ Pensionistas
Local: Bombeiros Voluntários do Barreiro (Avenida Escola dos Fuzileiros Navais)

Sexta-feira, dia 3 de julho

10h00 – Moita
Ação: Encontro com cidadãs / cidadãos e Associações com atividade no Vale da Amoreira
Local: Associação Cabo-verdiana – Centro Multisserviços (Avenida Almada Negreiros, Vale da Amoreira)

12h00 – Sesimbra
Ação: Visita ao Tribunal Judicial de Sesimbra

PS Federação de Setúbal | sessão de esclarecimento sobre o Cenário Macroeconómico

A Federação Distrital do PS de Setúbal promove na próxima terça-feira, 23 de junho, uma sessão de esclarecimento sobre o Cenário Macroeconómico apresentado por especialistas do PS, destinado a militantes e simpatizantes.

antoniocostamariocenteno

A sessão, terá início às 21.00 horas, no Luna Esperança Centro Hotel, sito na Av. Luisa Todi, nº220 em Setúbal e contará com o Prof. Mário Centeno como orador.

A iniciativa insere-se na estratégia nacional e distrital: Por uma alternativa de confiança!

Projeto de Programa Eleitoral do PS – versão para debate público

O secretário-geral do PS, António Costa, apresentou hoje, pelas 12:00, o projeto de programa eleitoral dos socialistas, documento que é depois debatido à noite pela Comissão Política e domingo pela Comissão Nacional.

Apresentação do Projeto de Programa Eleitoral do PS

(click na imagem para ver documento)

apresentacaoprojetodeprogramaeleitoralps

Antes da intervenção de António Costa, o diretor do gabinete de estudos, João Tiago Silveira, fez uma exposição pormenorizada sobre os métodos de trabalho e principais orientações políticas do documento. O documento será debatido pelos órgãos nacionais do partido (primeiro a Comissão política hoje à noite, depois a Comissão Nacional no domingo), mas apenas ficará fechado a 06 de junho, quando se realizar a Convenção Nacional do PS.

Para a Convenção Nacional do PS ter poderes de aprovação do programa eleitoral, a Comissão Nacional, o órgão máximo entre congressos, terá de lhe dar um mandato expresso de delegação de poderes.

Projeto de Programa Eleitoral do PS

(click na imagem para ver documento)

projetoprogramaeleitoralps2015

Ou seja, entre o próximo domingo e o dia 06 de junho, na sequência das reuniões das comissões Política e Nacional do PS, poderão ainda ser introduzidas propostas novas ou alterações ao programa eleitoral do partido.

 

PS apresentou programa eleitoral – as 21 causas de António Costa

Fonte: Expresso

O programa do PS apresentado esta quarta-feira divide-se em 21 causas. São 21 pontos que dão corpo ao documento que apresenta as propostas socialistas para os primeiros quatro anos da “Agenda para a Década”.

2015-05-20-Antonio-Costa-3

Na base destas propostas estão três objetivos: aumentar o rendimento disponível das famílias, resolver o problema financeiro das empresas e promover o emprego e combater a precariedade.

As 21 causas:

1
Cem novas unidades de Saúde familiar em quatro anos para dar médico de família a mais de meio milhão de portugueses.

2
Combater insucesso escolar e garantir doze anos de escolaridade. Voltar a ter uma aposta forte no Ensino Profissional.

3
Investir na educação dos adultos.

4
Promover o Ensino Superior. “Precisamos de mais gente no ensino superior” declarou João Tiago Silveira na apresentação do programa do PS. “Estamos abaixo da média, temos de qualificar mais os portugueses”. O PS vai incluir no programa um Pacto de Confiança com o Ensino Superior. Uma garantia de financiamento estável e plurianual para ter projetos de longo prazo e de qualidade.

5
Reagir ao défice demográfico

6
Nova geração de políticas de habitação. Criação de bolsas de habitação acessível mobilizando 10% do Fundo de Estabilização Financeira da Segurança Social para investir em Imóveis.

7
Qualidade de vida.

8
O Mar como aposta de futuro. Instalação de um centro de informação oceanográfico nos Açores.

9
Afirmar o interior como Centralidade no Mundo Ibérico. Aproveitar a mobilidade entre Portugal e Espanha.

10
Preservar o Ambiente. Criar um Simplex ambiental.

Continuar a ler

PS | “Na saúde, gastar menos não é gastar melhor”

António Costa falava hoje na sessão de encerramento de um debate sobre o Serviço Nacional de Saúde promovido pelo PS em Coimbra, no âmbito da definição de políticas para a criação de uma alternativa que o partido pretende ser nas próximas eleições legislativas.

20150516_AC_Arnaut

“Gastar menos não é gastar melhor, não haver camas nos hospitais não é poupar dinheiro, é ter falta de respeito pelos utentes dos hospitais”, sustentou António Costa.

“Não contratar os enfermeiros que são necessários, não é resolver um problema, é adiar a satisfação de uma necessidade, que, depois, tem de ser satisfeita sem menos custos, mas com um enorme custo para a qualidade do serviço prestado aos doentes nos hospitais”, afirmou, defendendo ainda que “aumentar as taxas moderadores” representa “fazer os utentes do SNS pagar duas vezes (nos impostos e nas taxas) serviços a que têm direito”.

O líder do PS também criticou a centralização de “cuidados de saúde nos grandes hospitais”, pois ela não significa “racionalizar o SNS”, mas promover “momentos de rotura nas urgências”, como aconteceu na “crise de dezembro [provocada por um surto de gripe]”. Continuar a ler

PS propõe reposição dos salários do sector público em 40% em 2016

Fonte: Público

O cenário macroeconómico do PS prevê a reposição dos salários do sector público em 40% em Janeiro de 2016 e da parte restante reposta em 2017, procedendo-se em 2018 ao descongelamento de carreiras.

antoniocosta_400x300

Este é um dos pontos mais relevantes do grupo de trabalho de economistas socialistas apresentado esta terça-feira e que consta do capítulo “Políticas de promoção das competências da Administração Pública”.

O grupo de trabalho liderado por Mário Centeno, doutorado em Harvard e quadro superior do Banco de Portugal, considera que o acórdão do Tribunal Constitucional permite a vigência de medidas extraordinárias – caso do corte salarial aos trabalhadores da administração pública -, enquanto Portugal permanecer no procedimento por défice excessivo na União Europeia.

click na imagem para ver documento

umadecadaparaportugal

Pelas estimativas da Comissão Europeia, as que são utilizadas nas simulações do PS, Portugal termina este ano com um défice de 3,2%, embora o Governo estime um défice de 2,7% em 2015.

No entanto, mesmo no cenário mais optimista do Governo, Portugal só sai formalmente do procedimento por défice excessivo em Junho/Julho de 2016.

Neste ponto, o PS refere que o ritmo de reposição dos cortes salariais previsto no seu cenário macroeconómico é superior ao do Governo, que atira a reposição total destes cortes para Janeiro de 2019. Continuar a ler