Cascais é capital europeia da juventude 2018

Cascais foi anunciada como Capital Europeia da Juventude 2018. Ao título concorreram 20 cidades europeias, um número recorde na história da organização do evento.

cascaiscapitaleuropeiadajuventude2018

Candidatura portuguesa ultrapassou Manchester, Perugia, Novi Sad e Kecskemet na reta final

A candidatura portuguesa, vista como uma das favoritas, já estava na short list de potenciais organizadoras do evento na companhia de cidades como Manchester (Reino Unido), Perugia (Italia), Kecskemet (Hungria), e Novi Sad (Sérvia).

Contudo, foram os argumentos de Cascais a convencer o júri presidido pelo Fórum Europeu da Juventude.

“Cascais estava a concorrer com cidades fortíssimas. Nunca fomos a candidatura com mais recursos financeiros, tão pouco a mais próxima do centro da Europa onde tudo se decide. Mas ninguém nos bateu no profissionalismo e competência com que abraçámos este projeto, nem no entusiasmo e na vontade de constituir, a partir de Portugal, um movimento de esperança e de futuro para a juventude europeia”, assinala Carlos Carreiras.

“Hoje os jovens carregam etiquetas por vezes pouco abonatórias. Contestámos isso. Olhámos para a história e vimos que, em todos os tempos, são os jovens a mola do progresso cívico, social e económico. É essa centralidade da juventude na vida coletiva que queremos recuperar”, prossegue o presidente da Câmara de Cascais, que coloca o “desemprego jovem, mobilidade, educação e qualificação, direito à família e à felicidade” como temas centrais na Capital Europeia da Juventude 2018.

O título da organização foi passado na capital espanhola a Catarina Marques Vieira, vereadora com o pelouro da Juventude, que prometeu para 2018 “a melhor capital Europeia da juventude de sempre”. Continuar a ler

Anúncios