Terminal do Barreiro é ‘inútil’

Fonte: Expresso

Estudo defende que o país não precisa de novo porto de mar mesmo que Alcântara encerre.

terminalcpntentores

A economia portuguesa precisa de um novo terminal de águas profundas? Não, “o Estado não deve investir num novo porto no Barreiro, mesmo que Lisboa seja desativado”, mas deve preocupar-se “em reforçar a interligação e desenvolvimento da atual rede, fortalecendo a coesão do sistema portuário”, responde um estudo encomendado pela Associação Comercial do Porto (ACP) a uma consórcio de investigadores da Universidade Católica Portuguesa (UCP) e da empresa de engenharia Trenmo, sob orientação de um conselho consultivo em que pontificam Valente de Oliveira, Alberto de Castro ou Matias Ramos, ex-bastonário da Ordem dos Engenheiros.

A posição da ACP é um novo elemento para o debate público sobre o mérito e utilidade de um novo terminal no Barreiro, avaliando numa lógica nacional a organização da rede portuária como fator de competitividade do tecido produtivo. O país deve priorizar “o investimento em Sines e otimizar a sua vocação de transhipment (transbordo de cargas) pela sua localização favorável face ao cruzamento de rotas, beneficiando de estrangulamentos existentes na rede mundial”.

Sines “pode aproveitar a revolução em curso no sistema portuário e do movimento de alianças estratégicas nas companhias de navegação que operam num ambiente de concorrência agressiva, sempre à procura de economias de escala e ganhos de sinergias”, refere Álvaro Nascimento, um dos representantes da UCP que participou no trabalho. Segundo o professor, a planificação portuária deve estimular “o funcionamento em rede dos portos portugueses, numa lógica de cooperação e concorrência” de que resulte um sistema ”com múltiplas portas de entrada que conceda competitividade e flexibilidade ao espaço nacional”. Continuar a ler

Anúncios

PS Setúbal | O desnorte da coligação (PSD / CDS-PP) relativamente aos portos do distrito de Setúbal

Em contraciclo com a importância estratégica do Porto de Setúbal para este distrito, a coligação PSD/CDS-PP tem ditado uma política de desnorte para este Porto, patente na ação governativa dos últimos quatro anos:

federapssetubal

Em primeiro lugar pela total confusão de propósitos do Governo para o setor marítimo portuário. Ao mesmo tempo que o Governo afirmava querer uma complementaridade entre o Porto de Lisboa e o Porto de Setúbal, anunciava, logo do início da legislatura, a expansão do terminal de contentores do Porto de Lisboa para a Trafaria. Decorridos apenas 3 anos, novo anúncio sobre este tema, agora com a intenção de que essa expansão do terminal de contentores de Lisboa se situasse no Barreiro.

Em segundo lugar pela total demissão do Governo quanto a decisões importantes e estratégicas para o desenvolvimento do Porto de Setúbal e consequente aumento do seu hinterland. De facto, todas as decisões de acessibilidade ferroviária e marítima foram metidas na gaveta. Em particular, merece referência o estrangulamento do canal de acesso ao porto de Setúbal que exigia uma resposta firme por parte do Governo, que se limita agora, perto das eleições, a autorizar estudos de impacte ambiental.

Os propósitos do Governo PSD/CDS para o setor marítimo portuário, em particular no Distrito de Setúbal, revelam a falta de conhecimento e de visão para o setor: Um dia a expansão do terminal de contentores de Lisboa é para a Trafaria, no outro dia já são para o Barreiro. E no meio de tudo isto, nem uma palavra para o Porto de Setúbal. Continuar a ler

PSD Setúbal | Bruno Vitorino Acusa o PS de ser contra o Terminal de Contentores no Barreiro

O deputado e presidente da Distrital de Setúbal do PSD, Bruno Vitorino, acusa o PS de ser contra o terminal de contentores no Barreiro, considerando que este é um projeto fundamental para o concelho e para a região.

logo_PSD

“O PS assume no seu programa eleitoral para o distrito de Setúbal, que é contra a instalação de um terminal de contentores no Barreiro e que todo o processo deve ser reequacionado, algo que está bem explícito na página 86 desse mesmo programa”, sublinha.

Bruno Vitorino diz que “este projeto morreria se os socialistas ganhassem as eleições. O PS já disse uma coisa, e o seu contrário, sobre este assunto. Em Janeiro 2015, Eduardo Cabrita diz que é uma ligação abstrusa entre a Câmara e o Governo na questão do Terminal, exigindo a paragem imediata do projeto”.

“Para o PSD, este projeto é fundamental para o Barreiro e para a região. Esta infraestrutura vai criar diretamente muitos postos de trabalho. Mas, indiretamente, vai atrair mais investimento e criar muitos mais postos de trabalho. Vai ajudar a recuperar o passivo ambiental existente. Ainda mais, não tendo investimento publico previsto, não corre o risco de se tornar um elefante branco, pago com o dinheiro dos contribuintes”, acrescenta. Continuar a ler

António Costa avaliza terminal de contentores no Barreiro

Fonte: Público

A Câmara Municipal de Lisboa vai assinar nesta terça-feira um protocolo com a Câmara Municipal do Barreiro e a Administração do Porto de Lisboa (APL), num gesto que compromete António Costa com a localização do novo terminal de contentores do porto de Lisboa no Barreiro.

antoniocosta_400x300

O “Acordo de Cooperação Institucional sobre a actividade portuária”, vai ser assinado esta manhã, às 12h, numa cerimónia no rio Tejo, a bordo de um barco da Soflusa, em que vai estar o presidente da autarquia lisboeta.

A presença de António Costa na assinatura do protocolo foi confirmada ao PÚBLICO por uma assessora de imprensa do autarca.

A adesão da câmara de Lisboa a estes protocolos, que a autarquia do Barreiro e a APL têm vindo a assinar com diversas entidades, no âmbito da defesa da localização do novo terminal no território da Baía do Tejo, é vista pelos responsáveis envolvidos no processo como um aval de António Costa à opção Barreiro. Continuar a ler

PS e PSD do Barreiro em guerra aberta sobre terminal de contentores

Fonte: Diário da Região

Os líderes do Partido Socialista (PS) e do Partido Social-Democrata (PSD) no Barreiro trocam acusações sobre o novo terminal de contentores. Os social-democratas sublinham que o PS “à segunda, terça e quarta-feira quer o terminal de contentores para o concelho”, pois “o mesmo é muito importante”, depois, à quinta e sexta-feira diz que “o governo tem de parar imediatamente o processo”, pois “não tem legitimidade a 10 meses de eleições para tomar qualquer decisão”.

contentores_nova_620

O PSD considera que é uma “irresponsabilidade querer, em nome nem se percebe de quê, adiar este processo por mais um ou dois anos”. O presidente da distrital do PSD entende que há muito que o PS “não sabe o que quer para o Barreiro, nem para o país”, pois “num dia diz uma coisa e noutro diz outra relativamente a muitas matérias”, sendo o “terminal de contentores para o Barreiro um forte exemplo dessa inconsistência” e “dessa forma irresponsável de estar na política”. Continuar a ler

Terminal de contentores no Barreiro é cada vez mais “irreversível”

Fonte: Lusa

O gabinete de Augusto Mateus está a fazer um estudo sobre os impactos económicos e sociais da instalação da infra-estrutura no concelho e na região.

O vereador do Planeamento e Ordenamento do Território da Câmara do Barreiro, Rui Lopo, considerou nesta terça-feira que a localização do novo terminal de contentores no concelho é cada vez mais um processo “irreversível” e que existem vários investidores interessados.

terminalcontentoresbarreiro

“Vários investidores internacionais e grupos económicos interessados neste investimento estão a posicionar-se, o que, na nossa opinião, confere um carácter de irreversibilidade ao processo, particularmente sobre a sua localização no Barreiro”, disse o vereador durante a reunião do executivo autárquico.

O autarca lembrou que numa recente visita a Bruxelas, que incluiu os presidentes da Administração do Porto de Lisboa, Marina Ferreira, do Instituto da Mobilidade e Transportes (IMT), João Carvalho, e da Estradas de Portugal/REFER, António Ramalho, se percebeu de que existem apoios financeiros para o projecto. Continuar a ler

Barreiro terminal de contentores | carta aberta ao deputado Bruno Vitorino por André Pinotes Batista

andrepinotesbatistaResponsabilidade e transparência: O futuro do Barreiro não é uma manobra de diversão

As recentes declarações do Presidente da Distrital do PSD – Bruno Vitorino – a propósito da eventual instalação do Terminal de Contentores no Barreiro são bem ilustrativas do desnorte em que a coligação PSD/CDS mergulhou. Qualquer português, e os cidadãos do distrito de Setúbal em particular, compreende com facilidade que o aproximar do julgamento democrático dos portugueses tem vindo a aumentar o desespero dos responsáveis pelo estado calamitoso em que Portugal hoje se encontra.

O facto de, nos últimos anos, os índices de abstenção dos setubalenses baterem sucessivos recordes – nas eleições autárquicas de 2013, 68,93% optou por não votar – deveria constituir-se como factor suficiente para dissuadir os actores políticos de pautarem a sua intervenção pela demagogia e recusa em assumir os irrevogavelmente desastrosos resultados da governação PSD/CDS. Continuar a ler

Estudo ambiental para terminal no Barreiro apresenta lacunas

Fonte: Diário da Região

A Agência Portuguesa do Ambiente considera que a Proposta de Definição do Âmbito de Estudo de Impate Ambiental (EIA) do projeto “Terminal de Contentores do Barreiro” apresenta “lacunas significativas em capítulos fundamentais”, nomeadamente na “descrição do projeto”, das “alternativas” e dos “projetos associados”. A agência aponta ainda “falhas na identificação das questões significativas” e nas “propostas metodológicas de caraterização do ambiente afetado” e de “avaliação de impates”, as quais, segundo a agência, “não permitem deliberar adequadamente sobre o conteúdo da EIA”.

barreirocontentores2-1728x800_c

Além do que consta da proposta apresentada pela Administração do Porto de Lisboa (APL), o estudo de impate ambiental deve ter em consideração as recomendações feitas pela comissão de avaliação, composta por várias entidades. A comissão de avaliação frisa que aquando da realização da Proposta de Definição do Âmbito do Estudo de Impate Ambiental “não existia ainda qualquer desenvolvimento do projeto que vai ser sujeito a avaliação de impate ambiental”. Continuar a ler

Barreiro | terminal de contentores relança novas pontes na margem sul

Fonte: Diário Económico

Agência Portuguesa do Ambiente recebeu pareceres e recomendações das autarquias do Barreiro e do Seixal a sublinhar a necessidade de construir pontes e estradas em torno do terminal.

O projecto do Governo para o novo terminal de contentores do Barreiro (TCB) deu um novo fôlego para os autarcas da margem Sul voltarem a exigir a construção de várias pontes no estuário do Tejo, de ligação entre o Montijo, Barreiro, Seixal e Almada. Trata-se de uma aspiração de há várias décadas, reavivada com a construção da Ponte Vasco da Gama, em 1998, nunca satisfeita. Há cerca de dois anos, a Lusoponte apresentou uma proposta às autarquias interessadas (Montijo, Barreiro e Seixal, entre outras), que não vingou.

ponte_tejo3_1_628x450

Mas agora as autarquias do Barreiro e do Seixal voltaram à carga. Para emitir um parecer sobre a proposta de definição de âmbito (PDA) de um estudo de impacto ambiental (EIA) para o novo terminal no Barreiro a APA – Agência Portuguesa do Ambiente solicitou a opinião a diversas entidades externas. Na resposta, a Câmara Municipal do Barreiro sublinhou que “a importância da concretização de ligações rodoviárias transversais entre o Barreiro e os concelhos adjacentes – como sejam a ligação Barreiro-Seixal e as extensões para os territórios a nascente (Moita) e a poente (Almada) ou mesmo uma eventual ligação directa Barreiro-Montijo sai reforçada”. A autarquia presidida por Carlos Humberto assinala ainda a necessidade de “despender particular atenção às obras de beneficiação a desenvolver” no IC21, “em toda a sua extensão, de modo a acautelar o incremento de tráfego expectável, em especial de veículos pesados, com origem e destino no TCB e no pólo empresarial e logístico que será desenvolvido na sua envolvente”. Continuar a ler

Barreiro | terminal de contentores “não aceitamos que um Governo moribundo tome decisões para o Barreiro para os próximos 100 anos”

Fonte: Jornal Rostos

eduardocabritaEduardo Cabrita, Deputado do PS na Assembleia da República, eleito pelo Círculo Eleitoral de Setúbal, hoje à tarde, no decorrer de uma conferência de imprensa, promovida pelo Partido Socialista do Barreiro criticou o que classificou de “estado de fé” entre Carlos Humberto, presidente da Câmara Municipal do Barreiro e Sérgio Monteiro, Secretário de Estado dos Transportes, na “parceria” que mantêm sobre a localização do Terminal de Contentores do Barreiro.

O deputado Socialista sublinhou que – “não aceitamos que um Governo moribundo tome decisões para o Barreiro para os próximos 100 anos”.

Eduardo Cabrita referiu que o PS coloca como desafio que seja promovido “um debate aberto” sobre o Terminal de Contentores do Barreiro através do qual se “possam ouvir todos” e proporcione – “ter informação que permita tomar decisões”. Continuar a ler

Terminal de contentores | Barreiro vs Setúbal

Quem vai ficar a ver navios?

Após algum tempo adormecidos, os “lóbis” acordaram! Alguns andam a dormir… ou não se fazem ver…

vernavios

A Comunidade Portuária de Setúbal, no próximo dia 4 de dezembro, promove uma conferência intitulada “Porto de Setúbal a resposta imediata”, com a presença do Secretário de Estado das Infraestruturas, Transportes e Comunicações, Sérgio Monteiro. Será apresentado um estudo cujo o resultado aponta um conjunto de vantagens da opção rentabilização do Porto de Setúbal perante a construção de um novo terminal no Barreiro. Continuar a ler

Terminal de Contentores no Barreiro Estudo de Impacte ambiental em Consulta Pública

O documento estará disponível nos Paços do concelho, na Rua Miguel Bombarda, e na Biblioteca Municipal do Barreiro.

Segundo a proposta, esta infraestrutura irá dar utilidade aos terrenos no Barreiro, que se encontram “abandonados e que só servem para uso industrial”. Refira-se que a zona em estudo para a localização do novo terminal de contentores no Barreiro é o território da Baía do Tejo.

O documento refere que “a possibilidade de estabelecer uma nova zona portuária e industrial nestes terrenos poderá contribuir para a revitalização do tecido económico, para a rentabilidade do espaço, para a reconversão de áreas industriais degradadas e para a redução do passivo ambiental”. Continuar a ler

Novo Terminal de Contentores de Lisboa| Quem vai ficar a ver navios?

Quem vai ficar a ver navios?

O debate sobre a construção de um novo terminal de contentores na Grande Lisboa conhece mais um novo episódio. Usando o título de uma recente reportagem do Jornal de Negócios – a angústia do Barreiro antes da decisão – por considerar ser uma mais valia para a região e ser um projeto bem-vindo ao concelho, começa a ter contornos que pendem para uma outra localização.

No passado dia 29 de outubro, o Secretário de Estado dos Transportes, Sérgio Monteiro, afirmou “O Barreiro, se for viável, e os agentes económicos continuarem interessados no terminal, avança. Se não for viável ou os agentes económicos não estiverem interessados, não avança”.

Hoje, segundo a agência Lusa, “A Ordem dos Engenheiros alertou hoje o Governo para a necessidade de serem analisadas alternativas ao Barreiro enquanto localização do novo terminal de contentores da Grande Lisboa, afirmando não compreender como é que Setúbal está excluído dos estudos.

O bastonário da Ordem dos Engenheiros, Carlos Matias Ramos, colocou reservas à localização do Barreiro, desde logo por ser necessária uma obra marítima que obriga a um grande volume de dragagens e também o problema dos solos contaminados, o qual classificou de “caro e complexo”.”.

take da lusa completo

agencialusa

click na imagem

Os Operadores do Porto de Lisboa, através da Comunidade Portuária de Lisboa, já se manifestaram contra a opção Barreiro. A Comunidade Portuária de Setúbal alinha pelo mesmo diapasão. Estes são parte muito importante dos agentes económicos que refere Sérgio Monteiro. Continuar a ler